CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 12 de maio de 2016

VÍDEO: REVOLTANTE! PM executado estava desarmado porque não foi emitido registro de arma

Mãe afirmou que morte de policial aconteceu por ele estar desarmado. Secretário do RJ diz que Craf não foi emitido por causa da falta de papel.
A mãe do policial executado, desabafou, e disse que a falta de papel para a emissão do certificado de registro de arma de fogo (Craf) teria contribuído para a morte do policial militar Evaldo César Silva de Moraes Filho. “Por causa de um pedaço de papel para o meu filho usar uma arma, que ele suou para comprar. Um papel que não tem no Estado. Um papel. Mas eles têm avião, navio, ouro”, lamentou a mãe do policial durante o enterro no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Norte do Rio.

O soldado Evaldo César Silva de Moraes Filho, de 27 anos, era policial militar da UPP do Alemão, e foi baleado na cabeça na noite deste domingo quando chegava de carro para o trabalho na base na comunidade. De acordo com policiais do 16º BPM (Olaria), ele foi atingido por volta das 19h e levado para o Hospital Getúlio Vagas, na Penha, onde ele passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos.



Fonte: Faca na Caveira

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More