CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Escorpião é o animal que mais ataca no Ceará!

Desde 2007, Ceará registra 28 mil ataques de animais peçonhentos. Nesse período, 33 morreram por ataques de serpentes venenosas.

O escorpião é animal peçonhento que mais ataca no Ceará, e a serpente, a que mais faz vítimas no estado, segundo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Ceará. O estudo registra ataques de animais de 2007 a junho de 2016, período em que as unidades hospitalares do Ceará receberam 28.402 pacientes atacados por animais peçonhentos.
Escorpião amarelo em habitat natural / (Foto: Ely Venâncio/EPTV)
De acordo com a secretaria, durante esse período, 18,4 mil pessoas foram sofreram picadas de escorpião, 65% do total de pessoas atacadas por esses animais; em seguida aparecem as picadas de serpentes, que atacaram 6,1 mil (23,4%) pessoas no Ceará desde 2007.

Apesar dos ataques de escorpiões serem mais frequentes, as serpentes se mostram mais mortais, causando o óbito de 33 pessoas nos últimos nove anos, 55% do total de vítimas. Em seguida aparecem escorpião (14 óbitos), aranhas (7) e abelhas (4) como animais peçonhentos mais fatais.

Ainda de acordo com o estudo, os acidentes por animais peçonhentos ocorrem durante todo o ano, com maior número de acidentes causados por serpentes em julho. Já para as abelhas, a maior ocorrência se dá no mês agosto; e o escorpião. entre outubro e janeiro.

A Secretaria da Saúde afirma que pacientes picados por esses animais devem ser submetidos à soroterapia e hospitalização.

Proteção
De acordo com a Secretaria da Saúde, uma série de medidas pode evitar a proliferação de animais peçonhentos, evitando ataques dessas espécies:

-Não depositar ou acumular lixo, entulho e materiais de construção junto às habitações;

-Evitar que plantas trepadeiras se encostem às casas e que folhagens entrem pelo telhado ou pelo forro;

-Controlar roedores existentes na área;

-Não montar acampamento próximo a áreas onde normalmente há roedores (plantações, pastos ou matos) e, por conseguinte, maior número de serpentes;

-Não fazer piquenique às margens de rios, lagos ou lagoas, e não encostar-se a barrancos durante pescarias ou outras atividades;

-Limpar regularmente móveis, cortinas, quadros, cantos de parede e terrenos baldios (sempre com uso de EPI);

-Vedar frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés;

-Utilizar telas, vedantes ou sacos de areia em portas, janelas e ralos;

-Manter limpos os locais próximos das residências, jardins, quintais, paióis e celeiros;

-Combater insetos, principalmente baratas (são alimentos para escorpiões e aranhas);

-Preservar os predadores naturais dos animais peçonhentos.

Fonte: G1 CE

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More