CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

domingo, 10 de julho de 2016

CAOS: Em dois dias, 60 jovens fogem de centros educacionais de Fortaleza

Com esta ocorrência, subiu para 415 o número de adolescentes que fugiram de unidades socioeducativas na Capital.
Sessenta jovens fugiram de três Centros Educacionais de Fortaleza, localizados nos bairros Passaré e Padre Andrade, nos últimos dois dias, nesta sexta-feira, 8, e neste sábado, 9. Com esta ocorrência, subiu para 415 o número de adolescentes que fugiram de unidades socioeducativas na Capital, neste ano, segundo o juiz titular da 5ª Vara da Infância e Juventude de Fortaleza, Manuel Clístenes. A quantidade é quase o dobro registrado em 2015, quando aproximadamente 210 internos fugiram.

No Centro Socioeducativo Passaré, uma fuga de 20 adolescentes foi registrada na madrugada desta sexta-feira, 8. Conforme o juiz Manuel Clístenes, mais seis jovens fugiram neste sábado, 9, da mesma unidade. O público alvo do local é formado por jovens de 16 a 21 anos, em regime de internação provisória. 

Ainda no bairro Passaré, o Centro Educacional São Miguel registrou outra fuga na noite deste sábado. O juiz Manuel Clístenes confirmou que 26 adolescentes conseguiram fugir da unidade, após fazer um agente educacional de refém. A casa socioeducativa possui adolescentes na faixa etária de 12 a 15 anos, em regime de internato.

Na sexta-feira, uma fuga também foi contabilizada no Centro Educacional Aldaci Barbosa Mota, que atende adolescentes do sexo feminino em regime de internação provisória, privação de liberdade e semiliberdade. De acordo com o magistrado, oito jovens conseguiram escapar da unidade. No local, há garotas entre 12 a 21 anos.

O titular da 5ª Vara da Infância encarou com surpresa o registro de fuga no Aldaci Barbosa. Segundo o magistrado, pelo menos nos últimos cinco anos, não houve ocorrências deste tipo na unidade. "Tudo funciona muito bem, tudo lá está de forma adequada, é um centro modelo", comentou ele.

Superintendência

Diante da crise do sistema socioeducativo no Ceará, o Governo criou aSuperintendência do Sistema de Atendimento Socioeducativo para reformular conceitos e estruturas dos centros que abrigam os adolescentes em conflito com a lei no Estado. Anteriormente, a gestão das unidades era responsabilidade da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS).

O novo órgão tem autonomia administrativa e financeira, com sede no Cambeba. O paraense Cássio Silveira Franco foi nomeado para assumir a Superintendência.

Fonte: O Povo
Foto ilustrativa

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More