CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Juiz de Morada Nova censura rádios e impede que desvios do petrolão cheguem ao povo

O juiz de Direito Felipe Augusto Rola Pergentino Maia, titular da 47ª Zona Eleitoral do Ceará, no município de Morada Nova (a 163Km de Fortaleza), determinou censura, na última segunda-feira (15), e suspendeu a retransmissão do programa “Ceará News”, apresentado pela Rede Plus de Comunicação, que é veiculado para todo o Estado de segunda a sexta-feira por mais de 80 emissoras. A medida impede que especificamente três emissoras – Liberal AM, Uirapuru AM e Beira-Rio FM- dessa cidade exibam o programa ao público da região em seu horário tradicional das 7 às 8 horas, ou qualquer parte do Ceará News durante toda a programação.

O despacho judicial atende a uma exigência encaminhada ao magistrado em forma de Investigação Judicial Eleitoral (com pedido de tutela de urgência antecipada) requerida pelo empresário José Wanderley Nogueira, candidato à prefeito do Município de Morada Nova pela coligação “Morada Nova nas Mãos de Quem Trabalha”, que reúne o Partido dos Trabalhadores (PT) e mais quatro siglas: PT do B, PRB, PTN e Rede.

Wanderley Nogueira é investigado por fraudes milionários no Banco do Nordeste do Brasil(BNB) e também está sendo sob apuração do juiz Sérgio Moro por desvios superiores a R$ 6 milhões no Petrolão. Em nenhum momento, o programa Ceará News fez campanha a favor de qualquer candidato, apenas relatou as investigações que correm contra Wanderley Nogueira que pode ser preso a qualquer momento por decisão judicial diante das evidências de seu envolvimento em desvios nos contratos com a Andrade Gutierreza.

A Rede Plus de Comunicação está denunciando a censura imposta pelo juiz Felipe Augusto Rola à Associação Cearense de Emissoras de Rádio(Acert), e irá recorrer juntamente com as rádios de Morada Nova a todas as instâncias judiciais. Não descartando, inclusive, de levar o caso ao Conselho Nacional de Justiça(CNJ), para que o magistrado justifique a razão de proibir a população de Morada Nova de acompanhar as investigações sobre um empresário que reside no Município e é acusado de desvios milionários de recursos públicos.

Fonte: CEARANEWS7

4 comentários:

A hora é agora para a população mostrar a força do voto.

como é? isto é inconstitucional este "juiz" parece não conhece o artigo 5 da cf/88.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More