CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Roberto Cláudio recebeu doações “disfarçadas”, diz Veja

A nova legislação eleitoral proíbe que empresas façam doações para campanhas.
O candidato à reeleição Roberto Claúdio (PDT) recebeu R$ 100 mil do presidente de uma empresa privada na última semana. O recurso foi doado por meio de uma transferência eletrônica realizada através da conta pessoal do empresário, tendo como beneficiário, Roberto Cláudio. As informações foram divulgadas em uma matéria da Veja.

De acordo com a publicação, nas últimas três eleições (2010, 2012 e 2014),o presidente da empresa havia gasto pessoalmente apenas R$ 800 em campanhas políticas e Roberto Cláudio tinha sido o beneficiário há quatro anos. Como a nova legislação eleitoral impede que empresas façam doações, a empresa contornou a doação, transferindo o valor por meio de contas físicas de seus sócios.

Para contornar a proibição, os sócios da Aço Cearense, empresa citada pela fizeram doações no valor de R$ 50 mil, cada um. Além do presidente, José Vilmar Ferreira, seus filhos Rose Marie Matos Ferreira, Wander Jean Matos Ferreira e Rose Aline Matos Ferreira, doaram. Nenhum deles havia repassado valores nos últimos três pleitos.

Em uma semana de campanha, o atual prefeito declarou que recebeu R$ 1.020.000 reais em doações. Além dos valores repassados pela família, outras R$ 453 doações feitas por pessoas físicas foram repassados para sua campanha. O candidato declarou que até agora, gastou apenas R$ 12.080 com duas empresas de comunicação visual e uma gráfica.

Ao Cnews, a assessoria de Roberto Cláudio garantiu que as doações recebidas são totalmente legais.

A empresa era uma assídua doadora de campanhas políticas. Em 2014 doou R$ 1,8 milhão aos partidos PMDB e Pros e R$ 880 mil a seis candidatos, entre eles o atual governador Camilo Santana (PT) e o senador Tasso Jereissati (PSDB).

Em 2012, a empresa doou R$ 2 milhões para campanhas. Deste total, R$ 350 mil foram destinados a Roberto Cláudio. Em 2010 foram doados R$ 2,4 milhões, sendo R$ 702.500 para candidatos e R$ 1,7 milhão a partidos políticos. Em 2008, a empresa doou R$ 551.500 para candidatos e R$ 390 mil para legendas.

A Aço Cearense se manifestou sobre o assunto por nota. Leia na íntegra:
“Em relação às matérias veiculadas em alguns veículos de comunicação, o Grupo Aço Cearense refuta a interpretação equivocada destes, insinuando que a empresa está apoiando candidatos ao pleito municipal pela Prefeitura de Fortaleza ?por meio de doações em dinheiro?. ?A empresa reforça não ter em seu nome qualquer tipo de doação financeira a postulante a cargos municipais neste atual pleito, conforme pode ser comprovado junto aos órgãos fiscalizadores competentes. O Grupo Aço Cearense reitera que a decisão dos sócios da empresa é absolutamente pessoal e não está vinculada às operações comerciais da empresa. Além do mais, a doação foi feita dentro dos parâmetros exigidos pela Lei Eleitoral”.
Via CNEWS

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More