CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

VÍDEO: Tempo esquenta na Assembleia e sessão chega a ser suspensa

O tempo esquentou, nesta manhã de quarta-feira, durante a sessão da Assembleia Legislativa. Os deputados Agenor Neto (PMDB) e Osmar Baquit (PSD) bateram boca e houve troca de insultos e empurrões no plenário da Casa.

Tudo começou quando Agenor Neto, em pronunciamento, lamentou que o governador Camilo Santana (PT) não soube ser democrata para ouvir queixas de um grupo de moradores de Iguatu, no último fim de semana, quando ali instalava o Batalhão do RAIO. Houve até spray de pimenta lançado contra populares. Osmar pediu apartes para defender Camilo, mas não foram concedidos.

Em seguida, Renato Roseno (Psol) ocupou a tribuna da Casa para abordar a questão dos agrotóxicos, no que Osmar pediu um aparte e usou espaço para defender Camilo Santana. Osmar chegou a dizer que o protesto contra o governador teria sido organizado por um tio e vereadores ligados a Agenor.

Em seguida, Agenor Neto e Tomas Holanda (PMDB), este último chamado de “ventríloquo” por Baquit, acabaram indo ao encontro de Osmar, que estava em sua bancada. Houve empurra-empurra e bate-boca, no que a mesa diretora suspendeu a sessão, até que os nervos se acalmassem e a turma do “deixa disso” – nela o líder do Governo na Casa, Evandro Leitão, resolvesse a situação.

A sessão foi encerrada.

Osmar Baquit informou que estava pedindo à mesa diretora que tomasse providências, pois fora agredido. Pediu, inclusive, imagens da TV Assembleia sobre o conflito em plenário. Já Agenor Neto avisou que se houvesse alguma represália contra ele, a culpa seria do governador.


Fonte: Blog Eliomar de Lima

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More