CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

DIREITO DE RESPOSTA DO HOTEL VILLA DEL MAR

A administração do Hotel de Praia Villa Del Mar, localizado na cidade de Camocim, enviou nota para publicação no Blog. Confira a nota na íntegra.


Achava que a nota de repudio era usada para mostrar indignação, aversão e desprezo e agitar a opinião pública para causas altamente severas quais: uma guerra, homicídios, terrorismo, questões políticas etc. e não para uma motivação tão banal como uma regra de um hotel, situação que podia simplesmente ser resolvida falando com o responsável do hotel.

O autor dessa nota de repudio está agindo de má fé e com a intenção de prejudicar e de denegrir nosso hotel contando fatos distorcidos, sem se importar de prejudicar uma empresa que está aberta em Camocim há mais de 08 anos gerando emprego e renda para a cidade. Sem pensar aos funcionários dessa empresa que até hoje vivem dignamente com suas famílias, mas que por consequência poderiam ser prejudicados.

Essa publicação gerou comentários bastante ofensivos e preconceituosos (o objetivo era esse mesmo) por parte de pessoas que sem saber o outro lado da versão se aproveitaram dessa situação e demonstraram a maldade que trazem consigo.

Fomos contatados por telefone pela Sra. Leticia no dia 2 (dois) de agosto a respeito desse evento. Respondemos via email, enviando nosso pacote para ensaio fotográfico, valores e demais especificações. Fomos contatados novamente por ela somente no dia 18 (dezoito) de agosto. Nessa ocasião respondemos que não tinha mais disponibilidade devido ao fato de ter reservas de hospedagem e outro grupo de confraternização no dia 28 de agosto.

No mesmo dia 18 de agosto, vieram ao hotel três homens vestindo uniforme de um escritório de advocacia de Camocim, perguntando sobre a possibilidade de trazer esse mesmo grupo para ensaio fotográfico. Foi falado também para eles que não era possível, pois não teriam como bem atender todos, mas na ocasião repassamos todas as informações.

Acontece, às vezes, que pequenos grupos (5 ou 6 pessoas), comparecem sem efetuar reservas para realizar ensaios fotográficos de casamento ou de gestante ou ainda book de 15 anos, entre outros, nesses casos o hotel cobra uma entrada de R$ 10,00 (dez reais) por pessoa e tem direito também a entrar na parte reservada somente para hospedes ideal para tirar fotos bonitas por conta de ser uma área particular, bem plantada e agradável.

Isso para esclarecer que esse ingresso de R$ 10,00 (dez reais) existe e aplicamos sempre nos casos citados acima e não “ao perceber um grande número de pessoas” como está afirmando o Sr. Wendell na sua desrespeitosa e exagerada nota de repúdio.

O ingresso de R$ 5,00 é para o visitante comum que quer somente passar o dia tomando o banho de piscina, consumindo uma comida de qualidade em um ambiente tranquilo, limpo e bem cuidado; que não ocupa de forma permanente os 4 banheiros para se maquiar, trocar de roupa, arrumar cabelo...etc.; que não ocupa mesas e mesas para colocar malas, bolsas, chapas, roupas etc.; que tira as próprias fotos sem pedir para os outros visitantes se afastar, e não bloqueia a passagem dos outros hospedes com tripé, sombrinhas etc.

Essas são as motivações para as quais decidimos trabalhar com pacotes de forma organizada, tendo em vista o bem estar e o respeito com nossos hospedes, assim como um atendimento de qualidade quando nos é solicitado o espaço para fotografias.

O ingresso é cobrado na entrada, e na ocasião é sempre explicado para o cliente o que está incluso dependendo do caso. O cliente é livre de escolher se quer usufruir dos nossos serviços ou não. Isso aconteceu também para a 12º turma do Direito da Faculdade Luciano Feijão.

Algumas pessoas dessa turma pagaram a entrada de R$ 5,00 (cinco reais), pois não comunicaram que iriam fazer o ensaio fotográfico. Ao chegar o restante do grupo que se identificou foram avisados e como não concordaram com nossa norma, resolveram não ficar e assim ninguém pagou a entrada de R$ 10,00.

Villa Del Mar é um hotel e como qualquer outra comunidade tem que ser organizado por isso precisa ter regras. Uma turma de 73 (setenta e três) pessoas, que vem sem reservar, mesmo sabendo que o hotel estava lotado, é claro que tem a intenção de questionar e criar problemas.

Por todo exposto, este estabelecimento hoteleiro vem tornar público esta nota de esclarecimento, para que seja garantido o direito de resposta, haja vista que a publicação emitida pelo Sr. Wendell possui uma série de inverdades, com intuito de prejudicar a imagem do Villa Del Mar, que conta 8 (oito) anos de mercado e NUNCA teve problemas desta natureza, buscando sempre qualidade no atendimento e a melhor comodidade possível para seus clientes.
PARA VER OS DETALHES, CLIQUE NO AQUI 
Camocim, 14 de setembro de 2016
A direção de Villa Del Mar Praia Hotel

10 comentários:

Era muito importante olhar os dois lados. Verificar o que postamos a priori e depois o que respondemos a essa mesma nota de esclarecimento para que se haja um real conhecimento de toda a situação.

Esse povo quer aparecer, tirando foto em um lugar bonito sem grana pra bancar! Vão capinar um lote!!!!!!

Realmente deveriam analisar as duas versões. Porque como muitos dizem, não foi so por R$ 5,00! Foi pela falta de respeito e falta de transparência com os consumidores!

Pessoal do direito é cheio de frescura. Cheio de direito, nunca fazem doutorados mas querem se chamados de doutores. KKKKKKK
O povim pra se achar.

O art. 9 do Decreto Imperial n. 11 de 11 de agosto de 1827 conferiu o grau de doutor aos advogados e continua em vigor até hoje. Daí vem o costume de utilizar esse tipo de pronome de tratamento aos advogados. Não é frescura, é um direito.

Pessoal do direito é cheio de frescura, sr Rafael Aragao? Tenha cuidado com suas palavras, você pode precisar desse "pessoal do direito"

Estuda SO 4 anos e quer ser doutor...marrapaz!!!!!

Quero informa que não podemos generalizar Sr.Rafael Aragão,e quero só lembrar a você que, os estudantes de direito não são povinhos como foi citou no seu comentário,e quero lembrar depois de formado em direito se tornará um grande advogado e que nesse caso não precisa fazer doutorado para ter o titulo de doutor,pois saiba que o advogado goza do privilegio de ser chamado de DOUTOR,devido a sua área de atuação.
Caso você tem alguma duvida pergunte um advogado ou um jurista sobre como deve se tratar um profissional do direito.
Obrigado e espero ter esclarecido a sua ignorância.

É dever do estabelecimento expor de forma clara suas normas e custo e utilização dos serviços, visto q o código de defesa faz prevalecer o valor exposto. Se há tratamento diferenciado, que exponha. Agora, essa carta de resposta, essa sim denigre a imagem por afirmar que tinham propósito de causar conflito. É um direito de tds questionar, não temos que aceitar ser lesados.

costumo ir a trabalho e nunca vi problema nenhum nesse hotel, que seja avaliada ambas as partes.so tenho a dizer que o hotel é um paraiso e nunca vi ninguem destratando ninguem, muito pelo contrario, vejo turmas realmente é atrapalhando o fluxo do hotel. com sombrinhas e maquiadoras e os próprios alunos em zoadas, atrapalhando o sossego de quem ali vão buscar relaxar.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More