CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

CIENTISTAS ALERTAM: COMER MIOJO CAUSA MAIS "RETARDAMENTO MENTAL" QUE FUMAR MACONHA; VÍDEO

O Dr. Braden Kuo do Hospital Geral de Massachusetts pode fazer você repensar sobre seu “amor” ao macarrão instantâneo.

Ele usou uma câmera do tamanho de pílula para ver o que acontece dentro de seu estômago e trato digestivo depois de comer macarrão instantâneo. Os resultados foram surpreendentes …

No vídeo, você pode ver o macarrão instantâneo dentro de um estômago. Mesmo depois de duas horas, eles estão incrivelmente intactos, muito mais do que os macarrões caseiros, que foram utilizados em comparação. O que isso significa ?

1 – Para começar, ele pode estar colocando uma pressão sobre o seu sistema digestivo, que é forçado a trabalhar por horas para quebrar este alimento altamente processado (desprovido de fibras, interferindo em seus níveis de açúcar no sangue e liberação de insulina).

2 – Quando o alimento permanece em seu aparelho digestivo por um longo período, ele também causa impactos sobre a absorção de nutrientes, mas, no caso de macarrão instantâneo, já quase não há nutriente mesmo. Em vez disso, há uma longa lista de aditivos, incluindo o conservante Terc-butil-hidroquinona (TBHQ).

Este aditivo permanecerá em seu estômago, juntamente com o macarrão aparentemente invencíveis, e ninguém sabe o que este tempo de exposição prolongada pode fazer para sua saúde. O senso comum sugere que não vai ser bom …

TBHQ, um subproduto da indústria do petróleo, é frequentemente listado como um “antioxidante”, mas é importante perceber que é um produto químico sintético e não um antioxidante natural. A química impede a oxidação de gorduras e óleos, prolongando assim a vida de prateleira de alimentos processados.

É um ingrediente comumente usado em alimentos processados de todos os tipos (incluindo nuggets de frango, bolachas, pizza congelada, etc, etc, etc, etc).

Mas você também pode encontrá-lo em vernizes, produtos pesticidas, assim como cosméticos e perfumes para reduzir a taxa de evaporação e melhorar a estabilidade.

Nos EUA, a Food and Drug Administration exige que TBHQ não deve exceder 0,02 por cento do seu conteúdo
Portanto, há um grande discrepância em supostos limites “seguros“, mas provavelmente é melhor ter pouca ou nenhuma exposição a esta substância tóxica, a exposição a cinco gramas pode ser letal e, de acordo com o dicionário do consumidor de aditivos alimentares, a exposição a apenas a uma grama de TBHQ pode causar:

- Náuseas e vômitos
- Zumbido nos ouvidos (zumbido)
- Delírio
- Sensação de sufocamento
- Colapso

Comer macarrão instantâneo está ligado à síndrome metabólica
A síndrome metabólica é caracterizada pela presença de obesidade, principalmente a abdominal (visceral), níveis elevados de pressão, dislipidemias e modificações no metabolismo da glicose pela diminuição da sensibilidade à insulina (resistência insulínica), principalmente no músculo, fígado e tecido adiposo.

Se você ainda está pensando em miojo para o almoço, você deve saber que um novo estudo publicado no Journal of Nutrition descobriu que as mulheres que consumiram mais macarrão instantâneo teve um risco significativamente maior de síndrome metabólica do que aquelas que comiam menos, independentemente do seu regime alimentar ou hábitos de exercícios. 

As mulheres que comeram macarrão instantâneo mais de duas vezes por semana eram 68 por cento mais propensas a ter síndrome metabólica – um conjunto de sintomas, tais como obesidade central, pressão arterial elevada, elevado jejum de açúcar no sangue, níveis elevados de triglicérides em jejum, e baixos níveis de HDL (colesterol bom).

Via Sempre Questione

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More