CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

CARTA DO INTERNAUTA: RECEBI E REPASSO

Estudantes da Escola Massilon Sabóia (localidade de Olho D´água do Pajé, em Sobral) enviam carta de apoio a Professora Ursula Mendes, da referida escola.

Veja a carta na íntegra:

"Úrsula Mendes, uma das professoras mais capacitadas do município, fez seu pedido de sua demissão na tarde de uma terça-feira, dia 09/11, para apoiar um professor da mesma escola em que trabalham (Massilon Saboia de Albuquerque e Anexo Paulo Freire)que foi "chutado" por não ter votado no prefeito Ivo Gomes nas últimas eleições. Eles recusaram - se de se alienar e de se humilhar para manter seus empregos e, em nenhum momento se manifestaram em questões políticas. Os dois, excelentes professores de português, saíram antes das tão importantes provas externas. Nós, alunos do 9°A, juntamente com outros colegas de escola, estamos completamente abalados com esta politicagem, pois ficaremos sem professores realmente habilitados até o fim do ano escolar.

Lamentamos os próximos que iram ser tirados da escola por conta desta grande injustiça, pois todos passaram grande parte de suas vidas estudando para estar aonde estão e no final das contas, recebem isto. São todos de níveis superiores, muito capacitados e muito desejados em grandes escolas, não é por acaso que vieram pesquisadores de outros estados para saber o "segredinho" de nosso ótimo desempenho.

Por conta disto, nós alunos, nos recusamos a fazer as últimas provas externas. Elas vem diretamente de Sobral e contém apenas duas disciplinas, matemática e português. Nós iremos ser avaliados e a escola ganhará prêmios pelo nível de capacidade dos alunos. Sabemos que a escola não tem culpa de todo este caso, mas escolhemos esta forma de protesto, e temos consciência que é um direito nosso optar por não fazer. Também sabemos que os professores de outras disciplinas aprimoram o nosso conhecimento nas duas disciplinas (das quais serão avaliadas) dentro de suas especialidades, mas não queremos que só eles se beneficiem por conta de nós .O mérito é completamente dos alunos e dos professores das disciplinas avaliadas, Úrsula e Isaque. Como nossa querida professora Úrsula não está mas na escola, não faremos a prova de português, ela sim merece um prêmio pelo ano todo de seus esforços e habilidades para que nós possamos conseguir avançar na sua matéria, que está entre uma das melhores do município.

O colégio contém alunos de diferentes regiões, e alguns dos micro ônibus que transportam estes, vão lotados. Nós, da Massilon, estudamos em péssimas condições: mau cheiro (não tem esgoto), calor insuportável (não temos ventiladores e muito menos sala climatizada), merenda de baixo valor nutritivo e quase sem nenhuma variação (sempre biscoito ou arroz "concreto").Já reclamamos, todavia não ligam para essas calamidades. Merecemos algo um pouco melhor. Um ventilador, quem sabe ? 

E ainda com tudo isso "vencemos". Mostramos um desempenho extraordinário e resultados comparável à de países ricos ( segundo uma publicação da Folha de São Paulo). Somos "guerreiros", mesmo com essas desumanidades que sofremos, conseguimos mostrar que fazemos a diferença. Estamos concluindo a nossa jornada na Massilon, completamente indignados e revoltados, mas vamos mudar essa caótica situação. Mesmo que não seja mais em benefício próprio e instantâneo, mas sim para os outros alunos e para nossos filhos. E poder dizer para eles: consegui vencer todas as barreiras, mas fiz minha parte. Fiz a diferença.

Queremos os nossos professores de volta, que esqueciam todos os seus problemas em casa e vinham sempre dar suas aulas com um sorriso no rosto e determinados em ajudar no nosso desempenho, aprendizagem e visar no nosso futuro dentro das salas quentes(com mau cheiro) e com a merenda de baixa qualidade. 

Juntos pelo movimento "volta"!

Texto de Luana Ferreira e Eduardo Lima. Representando a indignação de nossas turmas. ( 8° A e B, 9°A e B)".

Fonte: Sobral 24 horas c/ Vc Repórter

13 comentários:

Uma "homenagem" que ia chamar ainda mais atenção seria se vocês alunos não fizessem essa tal de prova externa. Temos que aprender a lutar com as armas que estão ao nosso alcanse. E além disto, reunir todos os outros alunos para pedir informações ao diretor e demais autoridades. Respeito é algo que todos temos muito direito.

Sim vocés merecem melhor qualidade de estudo e concordo por ñ fazerem a prova

Essa gestão não é democrática,pois não respeita as opiniões de ninguém.O que adianta eu falar bem da gestão na frente e por trás.Nessa gestão a maioria dos que possuem bobs cargos não possuem ética no trabalho . Parabéns para esses professores se ekes forem pedir voto ao invés de ensinar os alunos ficam prejudicados e a função dos professores é de educar e não pedir votos.Esse descaso deveria ser denunciado no fantástico.

Enviem essa carta pro Fantástico.

Se ela é tão boa pq nunca passa em concurso público?

Pobre professores sempre humilhados por esta familia FG.

Desde de quando ser aprovado em concurso publico e prova de competencia e compromiso?Em um corcurso publico tem muitos fatores que contribuem em uma aprovacao,principalmente estes concurso promovidos por prefeituras locais.

Alunos parabens pelo posicionamento.Isto mostra que estes professores nao ensinaram apenas portugues,mas tambem cidadania.Nao desistam,nosso pais tem quer da valor ao que realmente tem valor e nao a politicos que fazem de tudo para se perpetuar no poder.

Alunos parabens pelo posicionamento.Isto mostra que estes professores nao ensinaram apenas portugues,mas tambem cidadania.Nao desistam,nosso pais tem quer da valor ao que realmente tem valor e nao a politicos que fazem de tudo para se perpetuar no poder.

Estamos reféns dos fg. Quem não votar com eles podem ser os melhores, sairão mesmo assim. Até quando Sobral vai viver assim... população alienada...

Pior do que não passar em concurso público, é ser indicada por vereador.

Seu anônimo das 20:10, faça a sua denuncia no ministério público, com relação a lisura ou não dos concursos públicos!

Deixa ver se eu entendi:
A discussão é por conta de alguém que, recentemente foi demitida por não ser efetiva?
É isso mesmo?
Tenham consciência que estas vagas são de quem passaram (com muito esforço e mérito),no concurso público e não por apadrinhamento político.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More