CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

VIOLÊNCIA SEM FIM: Arrastão em bairros da zona nobre de Fortaleza termina em tiroteio e dois bandidos mortos

Terminou em perseguição, tiroteio e morte uma sequência de assaltos a transeuntes e motoristas de automóveis e vans nos bairros de Fátima, Dionísio Torres, Aldeota e Joaquim Távora, na noite desta quinta-feira (10), na Capital. Dois dos três bandidos que estavam praticando os roubos acabaram mortos e o terceiro, baleado, tentou socorro em um hospital, onde foi descoberto e preso pela Polícia.

O desfecho da onda de assaltos nos quatro bairros aconteceu na esquina das ruas Padre Chevalier e Ildefonso Albano, no Joaquim Távora, onde o carro roubado pelos bandidos foi alcançado por dois motoqueiros, que dispararam cerca de 15 tiros contra os ladrões.

Um dos bandidos morreu ainda dentro do automóvel, de acordo com a Polícia. O segundo, gravemente ferido, desceu do automóvel, caminhou alguns metros até tombar sem vida no cruzamento. O terceiro, também baleado, atacou o motorista de uma van e, de arma em punho, o obrigou a deixá-lo em um hospital particular situado na Avenida Visconde do Rio Branco, no bairro São João do Tauape. Contudo, foi descoberto e preso.

Roubos

O assaltante foi transferido, ainda na noite passada, para a Emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), onde permanece sob escolta da PM. A identidade dele e a dos comparsas mortos não foram reveladas pelas autoridades.

Dentro do carro roubado que era usado pelos bandidos a Polícia encontrou várias bolsas femininas, celulares e outros objetos que, supostamente, teriam sido roubados durante a sequência de roubos nas ruas da Capital.

O caso foi registrado no plantão do 34º DP (Centro), para onde também foi levado o carro roubado com muitas marcas de tiros, principalmente no vidro traseiro. Os corpos dos assaltantes foram encaminhados à Perícia Forense no começo da madrugada desta sexta-feira (11). Uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local do crime, acompanhou o trabalho dos peritos e deu início às investigações.

Com informações do Blog do Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More