RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086 / (88) 99990-5068

MENSAGEM NATALINA DA EMPRESA GRENDENE!

domingo, 19 de março de 2017

Em menos de 48 horas, 27 homicídios na Capital e RMF

Um dos crimes que chamaram atenção teve como vítima o cabo da Polícia Militar Carlos Ribeiro de Araújo, de 49 anos.
Uma onda de homicídios tomou conta da Capital e Região Metropolitana de Fortaleza das primeiras horas de sexta-feira (17) até o início da madrugada de hoje (19). Segundo dados coletados do relatório da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social foram contabilizados 27 homicídios nos últimos dois dias. Um dos crimes que chamaram atenção teve como vítima o cabo da Polícia Militar Carlos Ribeiro de Araújo, de 49 anos. Ele foi baleado por criminosos durante a manhã de ontem, na residência onde morava no bairro Eldorado, em Caucaia, RMF. Ele chegou a ser socorrido para o hospital daquele município, mas não resistiu aos ferimentos.

Dois duplos homicídios.

O período que mais registrou mortes violentas foi na noite de ontem, quando foram registrados dois duplos homicídios. Um dos casos aconteceu entre a avenida Carapinima e rua Teresa Cristina, no bairro Benfica, em Fortaleza.

Segundo a Polícia Militar, pelo menos três homens encapuzados, armados de pistola, fecharam as duas saídas do Beco, impossibilitando a fuga da vítima identificada como José Danilo Simões Pereira, de 32 anos. O alvo dos disparos invadiu uma casa, onde estava um rapaz não identificado. Um dos acusados o seguiu e atirou no em Danilo, no entanto, o outro homem acabou também baleado e morto por disparos de pistola 380. Segundo a família da vítima, Danilo era usuário de crack há 10 anos e já tinha sido internado em uma clínica de reabilitação. Porém, a família não soube precisar se ele devia dinheiro a traficantes e acabou morto por acerto de contas.

O outro caso de duplo homicídio aconteceu no bairro Álvaro Weyne, em Fortaleza. Três amigos conversavam na esquina da rua Luís Guimarães, local mais conhecido como "Porta da Esperança", no bairro Álvaro Weyne, quando foram surpreendidos por homens encapuzados, em um carro branco. O grupo já chegou atirando. Os garotos correram, mas não escaparam dos disparos. Luan Felipe Vieira, de 22 anos, correu para dentro da casa de familiares, no número 166, mas o local foi invadido por um dos atiradores que terminou de matar o jovem já no final da residência.

Gabriel da Costa Ferreira, de 18 anos, ainda conseguiu correr para os trilhos, localizado na Travessa Via Férrea Sobral, mas também acabou morto.

Em outra casa, se abrigou Francisco David de Vieira da Silva, de 20 anos. Ele levou três tiros, se fingiu de morto e conseguiu escapar. Ele chegou a ser socorrido por um morador até a Upa do Pirambu, mas devido à gravidade dos ferimentos, foi transferido para o IJF. Até o fechamento da matéria, ele permanecia vivo. A Polícia Militar informou que o fato está atribuído à disputa pelo território do tráfico de drogas. No entanto, não soube informar quem de fato era ou eram o alvo dos atiradores. Das três vítimas, dois apresentaram passagens pela polícia: Luan (assalto e tráfico) e Gabriel, quando menor.

Fonte: Cnews

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More