RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086 / (88) 99990-5068

MENSAGEM NATALINA DA EMPRESA GRENDENE!

segunda-feira, 19 de junho de 2017

DERRAMAMENTO DE SANGUE EM SOBRAL: 48 HOMICÍDIOS EM SEIS MESES

A cidade de Sobral é considerada "Terra de Cenas Fortes", somente nos seis primeiros meses de 2017 já foram registrados 49 homicídios dolosos. 

A maioria dos crimes foram praticados através de arma de fogo. 

Um homicídio foi registrado por meio de espancamento no interior da cadeia pública, cinco homicídios foram cometidos por meio de arma branca (faca) e 42 duas pessoas foram praticados a bala. De acordo com levantamento feito por nossa reportagem, a maioria dos crimes estão ligados ao tráfico de drogas e vinganças, sendo que as idades das vítimas gira em torno de 15 a 25 anos.
Jailson de Sousa Brito, 32 anos. Executado a bala no dia 4 de março/2017, no bairro Dom José
A reportagem do Sobral na Mídia também apurou que entre os casos de crimes contra a vida, também foram registrados crimes de latrocínio (assalto seguido de morte) como o caso do vigilante da escola da NOELIA, conhecido por Marquinhos, que foi executado dentro da escola. Um cidadão foi executado na sexta-feira, dia 16/06, na Av. José Ermirio de Morais, onde os bandidos mataram a bala um cidadão da Paraíba, que trabalhava em uma empresa prestadora serviço para a fábrica de cimento (Votorantim). O último homicídio aconteceu nesta segunda-feira (19), no bairro Padre Palhano, um jovem foi alvejado e morreu dentro de um salão de beleza.

O mais grave de tudo isso é que a maioria dos crimes estão sem as devidas autorias. Nossa reportagem policial é procurada constantemente por famílias que perderam seus entes queridos e lamentavelmente a polícia investigativa não consegue identificar e prender os autores dos crimes. 

Os familiares criticam a falta de compromisso para desvendar os casos.

No ano de 2016, Sobral registrou 50 homicídios também relacionados ao tráfico de drogas e brigas entre gangues rivais. Entre esses crimes estão dois casos onde dois irmãos foram mortos a bala na avenida Sen. José Ermirio de Morais, onde até hoje não se tem conhecimento da autoria e motivação dos crimes. 

O que mais revolta a sociedade e os familiares de todas essas vítimas é uma resposta dos autores do crimes. Tanta violência, pois em nenhum desses casos as autoridades competentes conseguiram dá uma resposta positiva sobre as autorias dos crimes.

A cada dia a violência assusta a população que vive hoje tendo que conviver diariamente aterrorizados dentro de suas próprias casas porque se sair nas ruas de sobral, não é uma certeza de está seguro.

A sociedade sobralense perde segurança a todos os órgãos responsáveis.

Fonte: Sobral n Mídia - Olivando Alves

1 comentários:

Infelizmente Sobral é só mais uma cidade em situação precária. Pode-se afirma que todo o interior encontra-se em situação parecida ou até mais grave. Na região jaguaribana, os homicídios se alastram pelas cidades sem qualquer sinal de investigação. Cidades onde os índices de homicídios estão saltando aos olhos contam apenas com um delegado, quando muito. Muitos municípios nem delegacia têm, como é o caso de Palhano, Quixeré e São João do Jaguaribe. É um descaso imenso com a população. O Estado engana o povo com a falácia que o RAIO , sozinho,vai resolver o problema da criminalidade, deixando de lado a investigação criminal. Essa política, de investir apenas em patrulhamento ostensivo não deu certo. São mais de trinta anos de experiência negativa. Esperamos que esse governo mude a sua atitude quanto aos investimentos em investigação. AINDA HÁ TEMPO.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More