ATENÇÃO PROPRIETÁRIOS DE MOTOCICLETAS! CONFIRA A PROMOÇÃO DA SOBRAL RASTREADORES

TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212 - Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Detentos tentam eletrocutar policiais, denuncia sindicato

Fotos mostram a situação na cela da Delegacia de Maracanaú.
Policiais civis conseguiram escapar de uma ação armada por internos, na madrugada desta quarta-feira (26), na Delegacia Metropolitana de Maracanaú. 

Numa tentativa de fuga, os presos anexaram os fios da rede elétrica da delegacia nas grades das celas. De acordo com o Sindicato da Polícia Civil (Sinpol-CE), o objetivo era fazer com que os policiais civis que estavam no plantão, encostassem nas grades e sofressem a descarga elétrica, correndo risco de morte. 

“Já tivemos caso recente de uma pessoa que morreu eletrocutadas, nessa mesma delegacia, onde os presos usaram desse tipo de artifício criminoso”, alertou a vice-presidente do Sinpol Ceará, Ana Paula Cavalcante. “Quantas vezes precisaremos dizer que lugar de preso é no presídio e não em delegacias e que estamos desviando nossa função investigativa para realizar a custódia de presos?”, questionou a vice-presidente. 

O sindicato afirmou que os policiais envolvidos tem suporte jurídico da entidade para formalizar ações contra o Estado. Ainda de acordo com o Sinpol, todas as ações ocorridas em delegacias são documentadas e serão encaminhadas para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, que deverá analisar o que pode ser feito. 

Em nota, a Polícia Civil informou que uma equipe da Divisão de Serviços Gerais (Diseg) foi acionada para realizar os reparos na unidade policial. Um trabalho de investigação está em andamento, no intuito de apurar o caso.

Leia a nota na íntegra:

A Polícia Civil do Estado do Ceará informa que cerca de 90 presos foram transferidos, ontem (25), para unidades prisionais do Estado. Nesta quinta-feira (27), também serão realizadas novas transferências de detentos, que se encontram recolhidos em delegacias de Fortaleza e Região Metropolitana, para presídios do Estado. Ressalta ainda que os 17 presos, que estavam na Delegacia Metropolitana de Maracanaú, foram encaminhados para o Complexo de Delegacia Especializada (Code), no bairro de Fátima. Medidas estão sendo adotadas pela instituição, no intuito de transferir os presos, que se encontram encarcerados em delegacias, para unidades prisionais do Estado. Para isso, reuniões semanais são realizadas com representantes da instituição, Poder Judiciário e Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) sobre o assunto.

Em nota, a Polícia Civil informou que uma equipe da Divisão de Serviços Gerais (Diseg) foi acionada para realizar os reparos na unidade policial. Um trabalho de investigação está em andamento, no intuito de apurar o caso.

Fonte: Cnews

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More