ATENÇÃO PROPRIETÁRIOS DE MOTOCICLETAS! CONFIRA A PROMOÇÃO DA SOBRAL RASTREADORES

TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212 - Clique AQUI e saiba mais...

BLOG SOBRAL 24 HORAS - MAIS DE 130 MILHÕES DE ACESSOS!

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Capitão Wagner cobra de Camilo ações na Segurança diferentes dos fracassos de Cid

Para deputado, contratar mais policiais e comprar novas viaturas é repetir as mesmas atitudes que fracassaram na gestão anterior.
O deputado estadual Capitão Wagner (PR) afirmou, nesta quarta-feira (10), na Assembleia Legislativa, que o governador Camilo Santana (PT) está repetindo os mesmo erros da gestão de Cid Gomes (PDT). Segundo o deputado, contratar mais policiais e adquirir novas viaturas é repetir a estratégia usada por Cid, que não resolveu o problema e “só aumentou a violência no Estado”.

“Se só isso fosse capaz de reduzir a violência no Estado, nós não estaríamos enfrentando o problema da gestão passada, muito pelo contrário, nos oito anos de gestão do ex-governador Cid Gomes só aumentou a violência no Ceará”. Wagner ressaltou que, no Rio de Janeiro, um aumento de 10% no número de homicídios fez o governo convocar um reforço de 10 mil homens da Força Nacional, do Exército e da Polícia Rodoviária Federal para reforçar o policiamento.

Já no Ceará, houve um aumento de 32% nos homicídios e não há nenhuma medida além das que já fracassaram na gestão de Cid para responder ao avanço da violência. “Não vou dizer nem que o Ceará faça a mesma coisa que o Rio de Janeiro, porque não acredito que o problema será sanado só com a presença da Força Nacional nas ruas. Essa é apenas uma das ferramentas que podem ser usadas”.

Para o Capitão Wagner, Camilo deveria investir em medidas que podem reduzir os índices violência a médio e longo prazo, como a elaboração do Plano Estadual de Segurança, a instalação dos bloqueadores de sinal dos celulares nos presídios, contratar policiais militares e civis, investir no serviço de inteligência, investigação e, principalmente, o trabalho conjunto entre municípios, Governo do Estado, Câmaras Municipais, Assembleia Legislativa, Ministério Público e Governo Federal.

“Fico chateado quando alguém diz que o problema da insegurança é problema exclusivo do Estado. Quando falamos em Estado é no sentido amplo da palavra, cada ente da federação deve fazer a sua parte”. O deputado afirmou ainda que é preciso parar de jogar a responsabilidade para os outros. “O problema é grave e eu ainda não vi o governador assumir que o sistema prisional do Estado está dominado pelos criminosos, as facções tomaram conta do Ceará”.

Fonte: Cearanews7

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More