RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086 / (88) 99990-5068

MENSAGEM NATALINA DA EMPRESA GRENDENE!

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

POLÍCIA CIVIL DO CEARÁ EM AÇÃO

Divisão de Combate às Drogas prende oito pessoas com 70 quilos de entorpecentes na Grande Fortaleza.
Oito pessoas presas em flagrante e cerca de 70 quilos de drogas apreendidos. Este foi o resultado de diversas operações realizadas pela Polícia Civil em apenas cinco dias na Capital cearense e sua região metropolitana. As ações de combate ao crime foram realizadas pelas equipes da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), a partir de investigações própria e denúncias da população ao 191.

As oito prisões foram efetuadas nos bairros Edson Queiroz e Messejana, em Fortaleza, e nas cidades de Caucaia, Maracanaú e Eusébio, na RMF. Um dos casos ocorreu quando a Polícia invadiu uma casa de praia onde acontecia uma festa 24 horas, conhecida como rave. No local, a Polícia confirmou a denúncia da venda de drogas sintéticas como ecstasy e LSD. Três jovens, identificados como Francisco Darlen Lira de Sousa, Gustavo Vieira dos Santos e Gleiva da Silva Costa acabaram presos.

Mais flagrantes

Através de uma informação anônima, a Polícia prendeu na cidade do Eusébio Francisco Leonardo de Oliveira Alves que transportava em uma mochila cerca de seis quilos de maconha. Ele iria fazer uma entrega quando foi abordado pelos inspetores da DCTD. Do local da prisão ele foi levado até a sua residência, na mesma cidade, onde mais drogas foram encontradas.

Outro flagrante ocorreu na cidade de Maracanaú, onde Carlos Eduardo Malveira Chaves e Jaílton Jéferson Alves de Melo foram capturados quando vendiam pedras de crack.

Em Messejana foi detido Jonathan Tiago de Sousa com 10 quilos de maconha. Situação semelhante aconteceu com Leonardo Resta de Medeiros no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza.

As oito pessoas foram autuadas em flagrante por crimes de tráfico e associação para o tráfico e aguardam transferência para unidades do Sistema Penitenciário.

Fonte: Blog do Jornalista Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More