RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086 / (88) 99990-5068

EVENTU´S BUFFET - (88) 99672.5393 / 99207.1980 / 99207.7000

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

SEM CONTROLE: CARNIFICINA NO CEARÁ

No intervalo de quatro horas, dois crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) foram registrados na Grande Fortaleza (RMF). Um trocador de ônibus e um aposentado foram as vítimas dos assassinatos praticados durante assaltos. A Polícia busca pistas para esclarecer os dois casos.
Imagem captada pela câmera do ônibus mostra o trocador em luta corporal com o assaltante
O primeiro caso ocorreu no bairro Planalto Ayrton Senna, no fim da manhã desta quarta-feira (27), quando um cobrador de ônibus lanchava com o motorista do fim da linha. Os dois estavam na companhia de outros colegas de profissão em uma pequena lanchonete no fim da linha Planalto-Centro, quando apareceu um assaltante numa bicicleta.

O bandido sacou uma arma de fogo e rendeu os motoristas e cobradores e exigiu carteiras e celulares. A princípio, todos entregaram os objetos. Porém, no momento em que o assaltante voltava para apanhar a bicicleta e fugir dali, o cobrar identificado como Samuel da Silva Silvestre, 19 anos, decidiu reagir e pegar de volta seu celular. Ele travou uma luta corporal com o assaltante e acabou sendo atingido com um tiro na cabeça.

O crime foi filmado pela câmera de um dos ônibus que estava parado ao lado da lanchonete. As imagens mostram a briga entre vítima e assaltante e o momento em que o criminoso foge após atirar contra o trocador. Samuel foi levado pelos colegas para o hospital “Gonzaguinha” do Conjunto José Walter e transferido, em estado grave, para o Instituto Doutor José Frota (IJF), onde faleceu horas depois de dar entrada na UTI. O assaltante continua foragido.

Outro

O segundo latrocínio ocorreu por volta das 16 horas, no fim do expediente bancário, quando um idoso foi vítima de uma “saidinha” bancária, em Maracanaú. Segundo a Polícia, a vítima (nome não revelado) sacou dinheiro em uma agência bancária instalada nas proximidades da Ceasa, no Distrito de Pajuçara, e ao sair do banco foi atacado por um assaltante.

O homem reagiu ao ataque e travou uma luta com o assaltante, mas foi baleado e morreu no local.

Com informações do Blog do Jornalista Fernando Ribeiro

5 comentários:

Até um dia desses, os justiceiros de internet, diziam que podia morrer porque eram bandidos que estavam morrendo. Ta aí na cara desses idiotas de Internet. Estes dois que morreram com certeza não eram bandidos. Taí na cara de vocês idiotas. O crime está transbordando, vai atingir a todos, a todas as famílias. Isso porque o brasileiro é burro, acha bonito bandido matar bandido, desde que não seja da família dele.

Quando não se tem justiça os valores se invertem o bandido passa ter mais valor que o cidadão de bem, bandido bom é bandido morto.O cara do comentário acima tenta tampar o sol com peneira.

Burrice é reagir a um assalto quando o bandido tem uma arma na mão, libera o perto de arma para o cidadão que bandido pensa 10 vezes antes de abordar alguém para assaltar

Vixe isso é bem bandido esse anônimo das 12:16 HS

tai governador camelão ..que disse que o ce tem policiamento e segurança adequada....que puxa o gatilo eo bandido por traz ta os corruptos que não aprovam leis..so si preocupa em mentir pra si manter no poder ou querendo entra de novo..como esse lulasafadão..

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More