RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Câmara de Sobral aprova projeto que exclui debate sobre identidade de gênero nas escolas

A Câmara Municipal de Sobral aprovou em sua sessão da última terça-feira, 12, o Projeto de Lei nº 2154/17, de autoria do vereador Adauto Izidoro Arruda (PMDB), que afasta discussões sobre identidade de gênero em todas as escolas do município. A matéria foi aprovado pela maioria dos parlamentares.

Pelo projeto, ficam proibidas atividades pedagógicas que visem a reprodução de conceito de ideologia de gênero na grade de ensino da rede municipal e da rede privada do município de Sobral. O único voto contrário foi da vereadora Maria Socorro Brasileiro Magalhães (PDT), que havia pedido vista nas discussões em comissões.

O PL será enviado ao prefeito Ivo Gomes (PDT), cabendo a ele sancionar ou vetar a matéria.

Protesto - O texto do projeto foi recebido com repúdio pela Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da Ordem dos Advogados do Brasil — Subsecção de Sobral. O presidente, Jordi Othon informou que vai articular uma reunião com os demais membros da Comissão e com o presidente da OAB para discutir como barrar o projeto.

A Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social ainda não tomou nenhum posicionamento a respeito. Em contato, o coordenador do Núcleo de Diversidade Sexual e de Gênero, Rogers Sabóia, informou que um ofício solicitando acesso às filmagens da sessão a fim de analisar o debate sobre a votação foi enviado à Prefeitura nesta quinta-feira, 14.

Além da análise do projeto, o Núcleo pretende promover uma audiência pública com todas as frentes contrárias à matéria e com participação da comunidade LGBTQ. O intuito é dialogar formas de abordar essa proposta do legislativo sobralense, que fere direito à educação igualitária e a construção de valores éticos e morais adquiridos já no ensaio escolar.

13 comentários:

Que bom ainda existe gente sensata. A natureza os fez homem e mulher o que passa disso é invenção.

Caramba, depois de 200 anos o PMDBost@ aprovou um projeto kkkkkkkkkkkk

Rapaz finalmente alguma coisa boa da política sobralense sou pai de um menino e quando ele começar a estudar nao quero ninguem tratando desses assuntos com ele e se tratar o pau vai cantar pro lados desses pervertidos desgraçados!!!

Ainda bem que barraram isso pois se começarem a ensinar essas baboseiras pro meu filho pode se preparar que eu vou levar pra justiça.

Essa frescura de identidade de gênero só serve para confundir as crianças, que seguem os outros mesmo sem saber do que se trata. Hoje em dia virou moda achar bonito a pessoa não se aceitar como veio ao mundo.

Antigamente os valores eram outros, a moral e a vergonha na cara eram valorizados, mas hj tudo é politicamente incorreto. Podem falar o que quiserem, mas nunca vou achar lindo ou normal o q essas pessoas com sei lá q sexualidade querem empurrar nas famílias.

LGBTQ ?? Que diabo é isso pelo amor de Deus? o meu tempo só tinha viado e sapatão, e todos sabiam seus lugares. Agora querem que o povo aceite e goste se um filho seu chegar em casa falando que vai ser viado ou sapatão?? Todos os pais querem que seus filhos formem família e sejam felizes e respeitados.

Querem que a cabecinha das crianças fique confusa e ela saia achando que tudo é normal. A natureza q eu saiba só fez 2 sexos, masculino e feminino, o resto é coisa da mente pervertida e doente de alguns.

Eu não estou preocupado se meu filho quando crescer quiser dar o c# ou se minha sobrinha gostar de ppk, quero que eles sejam pessoas de BEM. Não adianta meu moleque ser um hetero igual ao Temer ou o Eduardo Cunha. Prefiro mil vezes um viado que um LADRÃO almofadinha.

Como disse o Mauricio Ricardo: "Enquanto o povo está preocupado com o c# alheio, senhores HETEROS de meia idade estão em Brasília roubando toda a nação brasileira".

Não cabe a deliberacao deste assunto em âmbito municipal. E impressionante o desempenho e o conhecimento da casa legislativa de Sobral e do povo que elegeu seus representantes. Sera possivel que todos vivem na nesma ignorancia?

A homossexualidade NÃO DEVE ser estimulada em sala de aula, seus imundos. Sala de aula é lugar de aprender Matemática, Geografia, Inglês. Ideologia de gênero é um câncer, cuja única finalidade é perverter as crianças, facilitando a pedofilia.

Chorem mais, esquerdalhas! Chorem mais que tá bonito de ver. Perdendo espaço nos editoriais, nas universidades, nas escolas. O Brasil é majoritariamente conservador, vocês estão aqui de penetras.

E como já dizia o velho Olavão, "fascista é o cu da sua mãe".

Poderiam criar uma lei que proíbe o ensino religioso em escolas, pois quem tem que ensinar religião é a família.

Graças a Deus!Governo e escola não tem que interferir em educação sexual, isso é com a família.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More