RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

SBC - MELHOR PLANO DE ASSISTÊNCIA FAMILIAR - (88) 3611.1481

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Matança de mulheres segue no estado com mais três casos. No ano, já são 334 assassinatos

A matança de mulheres no Ceará não pára e nas últimas 24 horas mais três casos foram registrados pela Polícia no estado, atingindo assim a marca de 334 assassinatos do gênero em 2017. Nos últimos quatro dias, ocorreu uma sequência de cinco execuções sumárias de mulheres, a maioria jovem.

A sequência mais recente de homicídios contra mulheres no Ceará começou na última segunda-feira (18), na cidade de Tianguá (a 314Km de Fortaleza), quando a jovem Edilane Gomes de Sousa Lima, 24 anos, foi morta dentro de uma residência. O principal suspeito do crime é o ex-companheiro dela.

Edilane foi assassinada a tiros por dois desconhecidos que invadiram uma residência localizada na comunidade Sítio Laranjeiras, na zona rural do município. Conforme informações colhidas pela Polícia, o crime foi praticado quando a mulher se encontrava na casa de uma tia do seu companheiro, o ex-presidiário Francisco Wellington Sales da Cunha, 27 anos, conhecido por “Pompom”. No entanto, ele não estava lá no momento em que os criminosos invadiram o imóvel e mataram a vítima com tiros à queima-roupa. O ex-presidiário, que já responde por crime de homicídio, está desaparecido e agora é apontado como suspeito de envolvimento no assassinato.

Na noite de terça-feira (19), a vítima foi Maria Auricélia Saldanha Diógenes, 34 anos, uma ex-presidiária que estava em cumprimento de pena no regime semi-aberto e usava uma tornozeleira eletrônica. Ela foi morta, a tiros, na cidade de Jaguaribe (a 300Km da Capital). Por dois homens que acabaram presos pela Polícia Militar. Há suspeitas de que o crime está ligado ao tráfico de drogas. Auricélia teria sido vítima de uma “cobrança” ou “acerto de contas” com outros traficantes.

Mais casos

Na tarde de terça-feira (19) também foi registrado um crime do gênero na Região Metropolitana de Fortaleza. Aconteceu na localidade conhecida por Baixa Grande, em Aquiraz, onde a dona de casa Magna Venilde Freitas Barbosa, 43 anos, que estava grávida há cinco meses, foi morta a golpes de faca durante uma discussão com seu companheiro, Francisco Océlio Lima da Silva, 57. Ele acabou preso logo após o crime e confessou que tinha ciúmes da mulher e que esta havia lhe agredido.

Já no começo da manhã de quarta-feira (20), o corpo de uma jovem ainda não identificada foi encontrado com marcas de violência na periferia de Fortaleza. O caso ocorreu no bairro Conjunto Palmeiras. Em um terreno baldio na Rua Catolé foi localizado o cadáver da garota, que estava com os pés e as mãos amarrados, além de um saco plástico envolvendo a cabeça, e marcas de tiros. A Polícia suspeita que a vítima tenha sido torturada e morta noutro local e o corpo “desovado”.

E na noite de ontem (20), uma mulher foi assassinada no Interior. O crime ocorreu no Município de Nova Russas (a 299Km de Fortaleza), onde a jovem Josilda Sales Gomes, 20 anos, foi morta, a tiros na porta de casa. O suspeito é o ex-companheiro dela, Marcos André Alves de Sousa, 21 anos, o “Marquinhos”, que acabou preso em flagrante logo depois.

(Blog Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More