RASTREADORES - (MOTO R$ 499 E CARRO R$ 599) FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272 / (88) 9 9299.9212

SEJA UM VENCEDOR! APOSTE ONLINE - APOSTA DE OURO

IMPERDÍVEL! DE 09 A 11 DE AGOSTO DE 2018: 1ª EXPONOROESTE

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

O Retorno da Aliança Eleitoral: Lúcio Alcântara e Tasso Jereissati

O ex-governador Lúcio Alcântara (PR) e o senador Tasso Jereissati (PSDB) mantêm um relacionamento político-eleitoral bem cordial, porém não há quase nenhum contato no campo pessoal. As duas principais lideranças das oposições têm mais de uma década de distanciamento físico, em fusão de decisões erradas nas eleições 2006, para o Governo do Estado do Ceará. Quando haverá o encontro político-eleitoral dessas lideranças oposicionistas? Em breve!

O presidente estadual do PSDB, o ex-deputado estadual Francini Guedes, terá a importante missão de promover o diálogo entre o ex-governador Lúcio Alcântara (PR) e o senador Tasso Jereissati (PSDB), para a construção da chapa majoritária das oposições: candidato a governador, candidato a vice-governador e os candidatos (dois) ao Senado. O bloco partidário PR-PSDB e os seus aliados marcam o início do novo núcleo oposicionista, sem a participação do senador Eunício Oliveira (PMDB). 

O presidente estadual do PSD, o deputado federal Domingos Neto e o presidente do Solidariedade, o deputado federal Genecias Noronha, formam um outro grupo das forças oposicionistas ao condomínio político-eleitoral do governador Camilo Santana (PT). A frente partidária (PR-PSDB-PSD-SD) das oposições precisa realinhar as principais lideranças, com isso é necessário o diálogo direto sem intermediários dos ex-governadores: Lúcio Alcântara e Tasso Jereissati. 

O palanque estadual contra a aliança PT e PMDB não pode manter esse distanciamento entre as suas lideranças mais experientes nas administrações públicas. O ex-governador Lúcio Alcântara e o senador Tasso Jereissati devem juntar forças e deste modo irão atuar como os principais articuladores políticos perante a sociedade civil cearense contra a hegemonia política-administrativa do governador Camilo Santana (PT) em parceria com o senador Eunício Oliveira (PMDB) que articulam um palanque pró-Lula no Ceará.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa sociólogo e consultor político

5 comentários:

ESSAS ' CABRA' AÍ JÁ DEU O QUE TINHA QUE DAR ,AGORA É PROCURA O SEU CURRAL E FICA SOSSEGADO.

falta 18 dias pro teu candidato ir para o curral. kkk

Vai da um despudor bom para o Ceará vence o melhor agora que ver aonde vai ficar os prefeito que tem a Apoio do Tasso em alguns municípios cearense

Povo estranho. Só pq o cara não apóia o amigo do POécio automaticamente ele é eleitor dos FGs. Parece os fãs do Lula que só pq vc quer ele na cadeia o povo já diz que vc votou 45 ou que é fã do milico.
Quanto mais dividido mais fácil deles se perpetuarem no poder e o povo que se lasque.

Esses dois aí tem que procurar é um asilo kkkkk dóis ancião

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More