RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

quinta-feira, 28 de junho de 2018

BANDIDOS ARMADOS BOTAM TERROR NO BAIRRO RENATO PARENTE, EM SOBRAL

A insegurança pública no bairro Renato Parente cresce diariamente! 
Um homem transitava em sua motocicleta pela rua Maria Catunda, bairro Renato Parente, quando saíram três elementos armados de revólver de um matagal. Os bandidos anunciaram o roubo e subtraíram o celular e a carteira com dinheiro e documentos da vítima.

Logo após o crime, os criminosos fugiram em direção o matagal.

A Polícia Militar foi acionada, realizou diligências, mas os assaltantes não foram localizados.

O fato foi registrado na noite de ontem (27), por volta das 18:30h.

Fonte: Sobral 24 horas

3 comentários:

Infelizmente, os dias vão se passando e a criminalidade continua a ganhar campo. Há assaltos praticamente todos os dias no Renato Parente. Não tenho mais palavras para definir o que está acontecendo no bairro. Eu mesmo quase fui vítima, escapei por poucos minutos. Esses acontecimentos estão afetando diretamente os moradores e contribuem para o clima de insegurança e medo. Como consequência, somos obrigados a mudar hábitos de vida, a ficar trancafiados dentro de casa. Os danos materiais são grandes, mas podem não se comparar com a perda de uma vida. É esse o risco que corremos todos os dias. E o pensamento que não abandona... Deus permita e me proteja para que eu vá e volte em paz pra casa.
O pavor de que a violência se torne mais grave assusta. Eles acontecem perto, sem hora e lugar determinados, e a quantidade de mato e entulho nas laterais do caminho só ajuda na prática deles. No momento em que saio pra rua, seja pra trabalhar ou ter um momento de lazer, já começa a preocupação, vivo constantemente assustada. Aliás, pra ser sincera, nem em casa me sinto mais segura, porque no bairro eles chegam a forçar as entradas dos portões sem nem importar-se com as câmeras de segurança. É lamentável, mas a situação está crítica e não tem perspectiva de melhora. Moro há quase 2 anos e se eu vi alguma ronda policial patrulhando sem serem chamados, por umas 3 vezes, foi muito, só aparecem mesmo quando acontece uma ocorrência e são acionados, o que é quase que diariamente.
Essa rotina de assalto transformou os hábitos de todos os moradores. Eu mesmo vivo mudando a rota que faço entre trabalho e casa, tentando me expor menos na rua, chegar cedo, transitar onde tem mais fluxo, ruas mais iluminadas... Sair ou voltar tarde, nem pensar, só se for mesmo necessário. Temos que ficar sempre de olho. Triste realidade, mas não dá mais para se arriscar. Ficar conversando à porta de casa como antes não é mais possível. Interagir com vizinhos está fora de questão. Conversar só se for em grupos de whatsApp. O olho do olho se extinguiu por lá. Acho que devemos exigir uma série de ações públicas, como medidas eficientes para diminuir essa onda de assalto, uma iluminação eficiente já ajudaria, manutenção da iluminação dos postes já existentes, retirada dos entulhos e matagais e pedir principalmente policiamento, creio que merecemos isso, já que pagamos altos impostos. Ou então vamos viver isolados e amedrontados, reféns dos bandidos.

Meu marido também sofreu tentativa de assalto nessa rua há quase um mês, próximo a um buraco que tinha na rua, dois bandidos sairam armados com facas do mato, por Deus ele consegui se desviar e fugir.

Depois a segurança pública só pensa em aumento, a cada dia o estado está mais pobre, pois o cidadão que trabalha e produz está trabalhando menos por causa dos assaltos; fecham seus negócios mais cedo abrem mais tarde, como podem pagar mais tributos se não podem desenvolver suas atividades, policiais pesem nisso.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More