RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Brasil derrota México por 2 x 0 e jogará o próximo jogo com a Bélgica

Apesar de pressão feita pelos mexicanos, Neymar e Roberto Firmino fizeram os gols e garantiram a Seleção nas quartas de final da Copa.
Brasil garantiu vaga nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia nesta segunda-feira. A seleção comandada pelo técnico Tite derrotou o México por 2 x 0, com gols do craque Neymar e de Roberto Firmino, na Arena Samara, em Samara.

O atacante do Paris Saint-Germain aproveitou cruzamento de Willian e empurrou a bola para o fundo da rede do goleiro Guilhermo Ochoa, que, até então, parava o ataque brasileiro com defesas providenciais. Assim, Neymar anotou seu sexto gol em Copas e igualou as marcas dos craques Rivelino e Bebeto.

Firmino, por sua vez, balançou a rede pela primeira vez em Mundiais. Depois que Neymar chutou a gol, Ochoa desviou com pé e a bola sobrou para o atacante do Liverpool ampliar a vantagem brasileira.

Nesta terça (3), A Suécia vai duelar contra a Suíça, às 11h, também pelas oitavas. Às 15h, Colômbia e Inglaterra se enfrentam no encerramento dessa fase.

A vitória conquistada sem contestações também foi sofrida. Debaixo de muito calor, o Brasil teve dificuldades para se impor diante do México. Isso porque o time comandado por Juan Carlos Osorio surpreendeu na primeira etapa com uma intensidade de jogo acima do que se esperava.

Tamanha presença ofensiva, contudo, não representou chances claras de gol ao México. A defesa do Brasil mais uma vez esteve segura, muito pela liderança de Thiago Silva. Além de impecável na marcação e no desarme, o capitão do Brasil em Samara orientou o posicionamento dos jogadores de defesa e, eventualmente, ainda foi para a área adversária tentar o gol em bolas paradas.

O futebol que o Brasil não conseguiu desenvolver na etapa inicial surgiu logo nos começo do segundo tempo. Teve, para isso, a participação decisiva de seus principais jogadores de frente. Willian, que vinha tendo atuações irregulares até então, foi o “foguetinho” que Tite tanto enaltece. Coutinho foi o articulador. E Neymar foi o que se espera dele: o diferencial.

Partiu do camisa 10 brasileiro – que acabaria merecidamente sendo escolhido o craque da partida – o início e o fim da jogada que culminou no primeiro gol brasileiro. Aos 6 minutos, ele deu passe de calcanhar para Willian na entrada da área, correu para a pequena e recebeu de volta para vencer o excelente goleiro Ochoa. E, aos 43, enfiou a bola entre os zagueiros para Firmino, que acabara de entrar, fazer 2 x 0 e sacramentar a classificação brasileira. (Com informações da Agência Estado)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More