RASTREADORES - (MOTO R$ 499 E CARRO R$ 599) FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272 / (88) 9 9299.9212

SEJA UM VENCEDOR! APOSTE ONLINE - APOSTA DE OURO

IMPERDÍVEL! DE 09 A 11 DE AGOSTO DE 2018: 1ª EXPONOROESTE

terça-feira, 10 de julho de 2018

Justiça decreta prisão de esposa e filho de médico encontrado morto

Mãe e filho foram autuados por ocultação de cadáver. Um exame de DNA será feito para comprovar que corpo é do médico Denirson Paes.
A esposa e o filho do médico Denirson Paes da Silva, 54, que foi encontrado morto dentro do de um poço em um condomínio na cidade de Camaragibe — Região Metropolitana do Recife — tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça no início da tarde de ontem.

Durante a manhã, os suspeitos, que foram autuados por ocultação de cadáver, passaram por audiência de custódia no fórum da cidade de Jaboatão dos Guararapes.

Os suspeitos, a farmacêutica Jussara Rodrigues Silva Paes e o engenheiro civil Danilo Rodrigues Paes, inicialmente haviam sido liberados, durante audiência de custódia, para responder em liberdade e tinham sido isentos da aplicação da fiança no valor de R$ 954 mil. Ao fim da sessão, a Polícia Civil chegou ao fórum com um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça.

Mãe e filho foram levados para a delegacia de Camaragibe e em seguida passaram por exames no Instituto de Medicina Legal (IML).

Jussara Rodrigues da Silva Paes foi encaminhada para a Colônia Penal Feminina Bom Pastor, no Recife, e Danilo Paes para o Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel).

O corpo de Denirson Paes foi encontrado na última quarta-feira, 4, em avançado estado de decomposição. De acordo com a perícia, o cadáver apresentava sinais de esquartejamento.

Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, o corpo do médico foi retirado, com o auxílio dos Bombeiros, do poço que mede cerca de 25 metros de profundidade. Produtos químicos teriam sido usados para disfarçar o odor do corpo em decomposição. A vítima estaria desaparecida há cerca de um mês.

A esposa da vítima registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento do médico no último dia 20 de junho. Ela alegava que Denirson teria viajado para fora do País e não havia retornado.

Durante as investigações, a delegada Carmem Lúcia Silva Andrade desconfiou da participação da esposa e de um dos filhos do casal no desaparecimento do médico.

As autoridades policiais solicitaram um mandado de busca e apreensão na residência da família e levaram os dois para prestar esclarecimentos na Delegacia de Camaragibe. Lá, foram autuados por ocultação de cadáver. O corpo encontrado passará por exames de DNA que comprovem que se trata do cardiologista. Ainda não há informações sobre funeral. (do Jornal do Commercio para a Rede Nordeste)

Foto ilustrativa

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More