RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

sábado, 17 de novembro de 2018

Hospital Regional Norte: Mães de prematuros participam de cuidado humanizado e são homenageadas

Ação de humanização do serviço de Neonatologia do HRN contemplou 12 bebês.
Pequenos e frágeis, os bebês prematuros são verdadeiros heróis na luta pela sobrevivência. Para celebrar o Dia da Prematuridade, lembrado em 17 de novembro, e ressaltar os cuidados especiais que os bebês necessitam, o serviço de Neonatologia do Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, unidade do Governo do Ceará, promoveu uma ação de humanização na manhã desta sexta-feira, 16. As mamães aprenderam técnicas de sling para facilitar o contato pele a pele e favorecer a celeridade da recuperação dos bebês e receberam orientações de como cuidar dos prematuros para favorecer seu desenvolvimento. Além disso, as mães dos prematuros foram presenteadas com diplomas que ressaltam que as crianças são verdadeiros super-heróis na luta pela sobrevivência. A ação contemplou 12 bebês.
“Os bebês não são crianças pequenas, são prematuros. O desafio é entender que eles têm uma curva específica de peso e altura, têm o sistema imunológico mais frágil e precisam de um cuidado adequado e envolvimento da família”, ressalta a coordenadora da Neonatologia do HRN, enfermeira Maria Cristiane Soares de Lemos. Ao receberem alta hospitalar, os bebês retornam para consultas de acompanhamento que começam semanais, depois quinzenais e mensais até que as crianças estejam bem recuperadas e as famílias adaptadas.
A pedagoga Maria de Sousa da Silva, 33, mãe da pequena Maria Heloísa de 1 mês e 5 dias, já sabe que sua bebê precisará de cuidados especiais. “Minha filha nasceu prematura e não se formou completamente dentro do útero. A imunidade dela é mais baixa, não tem o pulmãozinho todo formado. Então, é preciso evitar poeira e ter cuidado principalmente com relação às doenças relacionadas ao pulmão”, ressalta. A criança nasceu com 30 semanas de gestação e com baixo peso, apenas 858 g em virtude de uma pré-eclâmpsia de Maria de Sousa. A mãe também aprovou o tratamento na UTI Neonatal, onde sua filha está internada. “Todos são muito atenciosos. Minha filha está sendo muito bem cuidada”, diz.

Humanização

Cristiane lembra que o Hospital Regional Norte atua constantemente com ações de humanização. “Temos uma política de humanização que favorece o binômio mãe-filho, o contato pele a pele, a aproximação entre a mãe e o bebê. Investimos no método Canguru, temos o estar materno”, pontua. Os bebês contam com ações como a musicoterapia, que proporciona o relaxamento da criança prematura. Há ainda a redeterapia, técnica na qual os bebês mais estáveis são colocados em redes produzidas para o tamanho deles, dentro da incubadora, ajudando a criança a adquirir uma posição mais confortável, semelhante a que estava no útero materno. Já o Método Canguru promove a aproximação entre família e bebê através do contato pele a pele, estimula o desenvolvimento e ajuda na recuperação de bebês de baixo peso e prematuros.

Em cinco anos, mais de seis mil bebês foram atendidos na Neonatologia do HRN, que contempla a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), a Unidade de Cuidados Intermediários Convencional (UCINCo) e a Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa). São 44 leitos, dos quais 10 na UTI Neonatal, 25 na UCI Neonatal e nove na Canguru. São atendidos pacientes de 55 municípios da Região Norte do estado do Ceará.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More