CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Clima de tensão nos quartéis após a prisão de 44 PMs. Nas redes sociais, movimentos para greve

O clima nos quartéis da Polícia Militar – principalmente na Capital e Região Metropolitana de Fortaleza – é tenso após o anúncio oficial da decretação da prisão preventiva de 44 militares, por conta da chacina de Messejana. Setores da tropa manifestaram a revolta diante do fato e defendem uma greve da categoria. O Comando-Geral da Corporação tenta evitar a paralisação.
Momento de desespero: PM recebe a ordem de prisão preventiva
Diante da iminente greve da tropa, no momento em que a violência armada e os assassinatos crescem na Capital, o governo do Estado determinou que o comandante-geral da instituição, coronel Geovani Pinheiro, agisse pessoalmente para aplacar o clima de revolta entre os militares. Na tarde de ontem, Pinheiro deixou seu Gabinete às pressas e foi até o Quartel do 5º BPM (José Bonifácio) conversar pessoalmente com os militares presos, seus familiares, advogados e com a tropa revoltada.
Comandante-geral da PM, coronel Geovani Pinheiro, foi ao Presídio Militar conversar com os detidos
Dos 44 PMs que tiveram a prisão preventiva decretada, praticamente todos já se apresentaram espontaneamente no Presídio Militar. Na companhia de advogados e familiares, eles chegaram no Quartel em carros com vidros escuros, evitaram contato com a Imprensa e receberam o apoio dos representantes das entidades que congregam a categoria.

Política também

Pelo lado político, a reação também já começou. O deputado federal Cabo Sabino (PR), abandonou sua agenda de compromissos políticos em Brasília e retornou às pressas para a Capital cearense, onde já se manifestou, informando que considera as prisões um absurdo e que vai junto com sua assessoria jurídica trabalhar no sentido da libertação dos colegas de farda.

Já o deputado estadual – e candidato a prefeito de Fortaleza – Capitão Wagner (PR), também se manifestou e chegou a afirmar pelas redes sociais que a prisão de seus colegas de farda deveu-se a uma “orquestração” comandada pela família Ferreira Gomes (os irmãos Cid e Ciro Gomes), que são seus desafetos políticos.

Hoje, os familiares dos PMs e representantes da categoria prometem novos protestos.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

5 comentários:

E o Henrique Bezerra solto!
Vai entender.

Eles não mataram cachorro não.se a justiça decretou , garanto que não foi erro .a lei estar ai pra todos....

Prendem os policiais e soltam criminosos à nível internacional. E ainda tem gente que apoia, se esses 44 policiais (heróis) forem presos o estados vai ficar entregue aos criminosos demasiadamente e então aqueles que estão dizendo '..bem feito!..' tiverem seus celulares roubados liguem para os bandidos que assim fizeram. Escolha o seu lado.

Ninguem ta achando bom,tenho 3 sbrinhos da pm,1 marido de um sobrinha,7 colegas de colegio todos da pm,mas nenhum dele mataram gente inocente

Não sei o que achar. Se eram bandidos, mataram pouco.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More