RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086 / (88) 99990-5068

EVENTU´S BUFFET - (88) 99672.5393 / 99207.1980 / 99207.7000

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Casal é preso suspeito de colocar sonífero em suco para estuprar garotas na cidade de Ubajara

O marido abusaria das meninas após sonífero ser colocado em sucos, oferecidos às vítimas durante ofertas de emprego feitas pela esposa.
A Polícia Civil investiga marido e esposa suspeitos de dopare estuprar garotas em Ubajara, a 304 quilômetros de Fortaleza.

Duas garotas já tiveram os abusos sexuais constatados por exames feitos pela Perícia Forense. O casal foi preso em flagrante no último sábado (4). Eles negam o crime.

O modus operandi descrito pelas vítimas é semelhante, conforme o Conselho Tutelar: a mulher, de 21 anos, aliciava as garotas oferecendo vagas de emprego, seja de babá, para o filho de três ano do casal; seja para uma empresa em que ela trabalhava.

As abordagens às garotas aconteciam aleatoriamente, conta o delegado Rubani Pontes Filho, ocorrendo até mesmo em feiras de rua.

Outras seis garotas já denunciaram ter recebido esse convite, conforme o conselheiro tutelar Pedro Costa. No entanto, o delegado Rubani Pontes Filho conta que o estupro não foi consumado nesses casos, por motivos alheios à vontade dos criminosos.

Durante as conversas de acerto das vagas de emprego, era oferecida merenda às jovens. A suspeita é de que no suco ofertado — geralmente, de uva — tenha sido colocado algum tipo de sonífero. As vítimas perdiam os sentidos por cerca de uma ou duas horas, e o homem, de 23 anos, consumava o abuso. “Após o estupro, eles já partiam para as próximas vítimas“, conta o conselheiro tutelar Pedro Costa.

Um dos indícios em desfavor do casal, conta o delegado, é uma embalagem vazia de rohypnol, popular medicamento que induz ao sono, apreendida por policiais civis na casa dos suspeitos nesta quinta-feira (8). Cumprindo mandado de busca e apreensão, os agentes ainda apreenderam computadores e celulares, que serão submetidos a exames da Perícia Forense.

O caso veio à tona na sexta-feira (3). Naquele dia, o Conselho Tutelar tomou conhecimento da história de uma menina de 14 anos, encaminhada a um hospital ao passar mal depois de desmaiar ao tomar o suco na casa do casal.

No hospital, a suspeita de estupro foi corroborada. O Conselho Tutelar, então, acompanhou a adolescente a uma unidade da Perícia Forense em Sobral, a 95 quilômetros de Ubajara, onde o abuso foi atestado.

Com a repercussão do caso, as demais vítimas fizeram as denúncias. No próprio sábado (4), uma das vítimas também foi encaminhada para fazer exames na Perícia, onde também o crime foi constatado, conta Pedro Costa. Esta era amiga da outra garota cujo exame também atestou abuso. Por ela, a meninas teria ficado sabendo da vaga para babá. As garotas que denunciaram o crime têm entre 12 e 15 anos, diz o conselheiro tutelar.

As vítimas recebem acompanhamento psicológico e são atendidas pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Audiência de custódia do caso deve ocorrer nessa quinta-feira (9).

A reportagem tentou entrar em contato com pessoas ligadas ao casal através de um telefone que eles disponibilizam na página da empresa deles. No entanto, as ligações não foram atendidas. Tribuna do Ceará opta por não divulgar o nome do casal uma vez que ainda não existem acusações formais contra o dois.

Fonte: Tribuna do Ceará
Foto ilustrativa

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More