ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

BLOG SOBRAL 24 HORAS: + DE 204 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES!

quarta-feira, 4 de março de 2020

Polícia Civil captura mais um suspeito da morte de prefeito de Granjeiro

Em mais uma etapa das diligências para elucidar as circunstâncias da morte do prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto (54), a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizou a prisão de mais um dos suspeitos de participação no crime. A prisão, realizada na tarde dessa terça-feira (3), na Região Metropolitana de Fortaleza, ocorreu por força de um mandado de prisão temporária expedido em desfavor do tio de atual prefeito, que, à época do crime, era vice-prefeito da vítima.

José Plácido da Cunha (53) foi capturado em uma residência situada no bairro Cidade Nova, em Maracanaú, na Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12) do Estado. Os dois aparelhos celulares encontrados com o suspeito foram apreendidos e vão passar por perícia. No momento da abordagem, não houve reação por parte do preso. O mandado de prisão foi solicitado pela Polícia Civil ao Poder Judiciário, por meio da Vara Única da Comarca de Caririaçu, em razão de ameaças realizadas pelo suspeito a testemunhas do caso, além de outros indícios de autoria delitiva do crime.

O diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul), Ricardo Pinheiro, explicou a ligação do suspeito preso ontem com o crime. “O alvo dessa ação é proprietário de um veículo S10, que temos a comprovação que foi utilizado para dar apoio no dia da execução do crime. É necessário destacar ainda que a prisão é de grande importância visto que o preso, ontem, estava atrapalhando as investigações, inclusive orientando testemunhas sobre o que falar com a Polícia Civil”, pontuou o delegado.

Investigações

As investigações acerca da morte do prefeito de Granjeiro seguem em andamento e são conduzidas pelo Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul), com apoio das delegacias regionais de Crato e de Juazeiro do Norte. No dia 9 de janeiro, a Polícia Civil apresentou alguns detalhes do caso e divulgou a identidade de um dos investigados. O Poder Judiciário determinou que Vicente Félix de Souza (60), pai do atual prefeito de Granjeiro, utilize tornozeleira eletrônica e mantenha-se em área de restrição específica, como medida cautelar.

Um segundo veículo apontado nas investigações, modelo Chevrolet S10, de propriedade de um parente de Vicente, foi apreendido no mesmo dia. Documentos e aparelhos celulares encontrados em endereços da casa do Vicente Félix também foram apreendidos e encaminhados para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para serem submetidos à análise pericial.

Ainda em janeiro, nos dias 16 e 28, em ações realizadas no Piauí e Maranhão, a Polícia Civil prendeu outros três homens que teriam ligação com o veículo – um Volkswagen Polo –, também apreendido, utilizado na morte do prefeito. Com a ação dessa terça-feira (3), já são cinco suspeitos – ligados direta e indiretamente na ação criminosa – presos ou cumprindo medidas cautelares e os dois veículos utilizados no crime apreendidos.

O delegado geral do Ceará, Marcus Rattacaso, explicou que a investigação foi dividida por fases e que todas elas estão interligadas e buscam o esclarecimento do caso com todos os envolvidos identificados e presos. “Estamos na quarta fase e o que fica evidente é que, a cada etapa, nós apreendemos equipamentos e conseguimos subtrair novas provas técnicas em relação à autoria delitiva. Então novas fases deverão vir até a conclusão desse inquérito policial, que já está bem adiantado e vai identificar toda a teia criminosa. O que a Polícia Civil busca é dar uma resposta efetiva para o caso”, disse Rattacaso.

Denúncias

A Polícia Civil segue com as apurações para analisar o material apreendido na operação e não divulga mais informações no momento para não comprometer o andamento das investigações. A população pode colaborar com as investigações através dos canais de denúncias. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou ainda para o número (88) 3102-1116, da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte. O sigilo e o anonimato são garantidos.

(SSPDS/CE)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More