CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Investigação no BNB sobre empréstimos irregulares avança e Cid teme ser delatado

O Ministério Público Federal no Ceará solicitou à superintendência do Bando do Nordeste (BNB) no Estado a presença, "no interesse da Justiça" dos servidores Fabrício da Soller e Nelson Antonio de Souza - na terça-feira (30) - e Zilana Melo Ribeiro - na quarta-feira (31), na sede da Polícia Federal, para esclarecimentos sobre empréstimos envolvendo o Grupo Petrópolis, produtor da cerveja Itaipava, para financiamento de campanhas pela presidência do PT através de caixa dois. Os servidores Dyogo Henrique de Oliveira e Demétrius Ferreira da Cruz também foram convocados pelo MPF, mas prestaram depoimento na última quinta-feira (25).

O Grupo Petrópolis recebeu, em dois empréstimos junto ao BNB, R$ 830 milhões e, em seguida, doou R$ 17 milhões à campanha de reeleição da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). Diante do avanço das investigações, o presidente do Grupo, Walter Farias, já iniciou as negociações para acertar a delação premiada, que pode afetar, inclusive, o ex-governador Cid Gomes (PDT).

Entre as negociatas do Grupo, Walter Farias deve detalhar a negociação com a empresa Corte Oito Gestão e Empreendimento Ltda. que resultou no pagamento de um "gordo" aluguel por um galpão em Sobral, sede da Itaipava. O local, além de apresentar deficiências estruturais para receber o investimento, localiza-se área que não apresenta a infraestrutura ideal. Outros municípios, tradicionais no setor, seriam uma opção bem mais vantajosa para a empresa.

R$ 1.3 milhão para Cid

Outro empréstimo irregular que chama a atenção de investigadores é o de R$ 1.335.700,00 à Corte Oito Gestão, empresa que Cid é sócio majoritário com 95% de participação. O empréstimo, adquirido em 28/08/2014, foi utilizado para construção de um galpão em Sobral, hoje alugado pela Itaipava.

O MPF, no início de agosto, chegou a declarar o bloqueio de bens do ex-governador visando ao ressarcimento do BNB pelo empréstimo tomado de forma irregular. O órgão investiga ainda se o então governador Cid Gomes se utilizou do cargo para adquirir o empréstimo a "baixíssimo juros".

Cearánews7 com informações da revista Época

2 comentários:

Quero ver o Cid sair dessa agora q no e mais nada, no tem mem gargo politico mais vai ter q aceitar a delasao premiada pra no ir presso tai sobralenses q defendem os gomes.agora ta apoiano o irmao ivo pra nao perde á boquinha na prefeitura

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More