RASTREADORES - (MOTO R$ 499 E CARRO R$ 599) FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272 / (88) 9 9299.9212

SEJA UM VENCEDOR! APOSTE ONLINE - APOSTA DE OURO

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Revelada identidade de militar suspeito de desviar munição do Exército para facção

O soldado estava destacado na 10ª Diretoria de Suprimentos do Exército, em Fortaleza, e acabou preso na investigação sobre o "sumiço" de 14 mil balas de fuzil. A munição foi entregue bandidos da facção criminosa GDE.

Vazou a fotografia e o nome de um dos supostos militares presos sob a suspeita de ter desviado munição do Exército Brasileiro e que foi parar nas mãos de traficantes de drogas pertencentes a uma facção criminosa instalada nas comunidades “Babilônia” e Barroso 2, na zona Sul de Fortaleza. O militar seria um soldado destacado no 10º Depósito de Suprimentos da 10ª Região Militar, sediada em Fortaleza no bairro Dias Macedo.
      Soldado Maycon está preso no Quartel do 23º Batalhão de Caçadores, em Fortaleza

O soldado se chama Maycon e está preso disciplinarmente no Quartel do 23º Batalhão de Caçados, localizado na Avenida 13 de Maio, no Bairro de Fátima, na Capital cearense. Ele e outro militar – cuja identidade não foi ainda revelada – foram presos na semana passada após a descoberta do “sumiço” de aproximadamente 14 mil cartuchos (balas) de calibre 7.62, munição utilizada em fuzis.

O Departamento de Inteligência Policial (DIP) da Polícia Civil cearense auxilia a Inteligência da 10ª Região Militar nas investigações sobre o caso e nas buscas para recuperar a munição. Parte do material já teria sido encontrado enterrada em uma casa na comunidade Barroso 2. O terreno foi dado a um dos militares em troca da munição, além de uma motocicleta, pela facção Guardiões do Estado (GDE), a mesma que, há duas semanas, expulsou de casa várias famílias do Barroso 2.

Tráfico e guerra

A descoberta do desvio da munição teria ocorrido quando a tropa do Exército aquartelada em Fortaleza foi convocada para se deslocar ao Rio Grande do Norte para restabelecer a ordem pública em decorrência da greve de policiais civis e militares daquele estado vizinho ao Ceará. Neste mesmo episódio, um oficial da tropa cearense foi encontrado morto no alojamento em Mossoró (RN), para onde o contingente do 23º BC foi deslocado. O caso também está sob investigação sigilosa.

As informações dão conta de que o soldado Maycon estaria morando, ultimamente, no bairro Área Seca, em Maracanaú local onde também há um intenso tráfico de drogas e constantes mortes em confrontos armados decorrentes da guerra entre as facções criminosas Guardiões do Estado (GDE) e Comando Vermelho (CV).

Via Cearanews7

2 comentários:

Um imundo desses deveria apodrecer na cadeia...traiu a sociedade...traiu a farda...soldado VAGABUNDO...eu tenho vergonha de você...seu merda...

Isso é um lixo traiu a pátria deve pagar bem caro pra aprender a não se envolver com o mundo do crime talvez vai ser morto com as próprias balas que ele desviou

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More