RASTREADORES - (MOTO R$ 499 E CARRO R$ 599) FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272 / (88) 9 9299.9212

SEJA UM VENCEDOR! APOSTE ONLINE - APOSTA DE OURO

IMPERDÍVEL! DE 09 A 11 DE AGOSTO DE 2018: 1ª EXPONOROESTE

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Delegado da Polícia cearense vai ao Piauí negociar a rendição do irmão, acusado de assaltar bancos

Um delegado da Polícia Civil cearense (nome não revelado) foi ao Piauí negociar com a Polícia Militar daquele estado a rendição de seu irmão, que é apontado como assaltante de bancos e estava sendo caçado na mata na região entre os Municípios de Castelo e Buriti dos Montes. A negociação evitou que o bandido entrasse em confronto armado com a PM, correndo grande risco de ser morto.

O fato ocorreu na semana passada, mas “vazou” para a Imprensa piauiense somente nesta segunda-feira (30). Segundo as informações publicadas pelos jornais de Teresina, o delegado cearense negociou com o comando da operação e o irmão acabou se entregando.
Francisco Graciano de Lima, irmão do delegado, se rendeu à PM (foto: Divulgação/PM-PI)
“Nós mantivemos o cerco no local onde eles (os assaltantes de bancos) tombaram uma Hilux, na divisa com o Ceará, no Município de Buriti dos Montes. Nossos policiais ficaram lá durante todo esse período, nas matas, de campana. O cerco estava muito forte, quando teve essa oportunidade. Apareceu um indivíduo que se identificou como delegado do Ceará e irmão do rapaz. Temendo pela vida dele, em um possível confronto com a Polícia, ele interveio”, disse o coronel Márcio Oliveira, coordenador do Bope/PI, em entrevista à TV Meio Norte.

O bandido que acabou se entregando à Polícia foi identificado Francisco Graciano de Lima. “Ele confirmou que o irmão é delegado no Ceará”, completou o oficial.

Quadrilha

Conforme a Polícia piauiense, Graciano é integrante de uma quadrilha que pratica assaltos na rota entre Ceará, Pernambuco e o Piauí, utilizando explosivos. São criminosos que agem no modo “Novo Cangaço”, isto é, sitiam as pequenas cidades, fazem moradores de reféns, atiram contra os destacamentos ou delegacias, usam explosivos e fogem levando todo o dinheiro das agências bancárias.

Ainda de acordo com as autoridades policiais do Piauí, os bandidos foram cercados por policiais do Bope, da Força Tática de Campo Maior, da Companhia de São Miguel do Tapuio e o GPM de Castelo do Piauí. “Parte da quadrilha ainda está na região. Estamos à procura de mais suspeitos. A operação conseguiu apreender dois coletes á prova de balas, um fuzil, munições e equipamentos para explosivos, o que reforça a suspeita de ataques a bancos. Esse material confirma que é uma quadrilha especializada na modalidade Novo Cangaço”, completou o coronel Márcio.

Além do cearense Francisco Graciano de Lima, também foram presos e já apresentados à Imprensa, em Teresina, outros três membros da quadrilha: Claudenor Morais de Lima,José Romildo Barbosa e Tarcísio Barbosa Fonseca.

Os bandidos roubaram carros em Pernambuco e nas cidades Juazeiro do Piauí e Castelo do Piauí, seguindo em fuga para o Ceará. “A meta deles era sair do Piauí com, pelo menos, R$ 1 milhão”, disse o delegado Willame Moraes, titular do Grupo Especializado de Combate ao Crime Organizado (Greco), da Polícia Civil do Piauí. (Blog do Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More