RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

terça-feira, 10 de julho de 2018

Fuja dos alimentos que aumentam o volume da barriga

Ter um corpo bonito e perfeito, é algo que hoje em dia faz parte dos ideais de muita gente, porém alcançar o peso ideal requer algum esforço, determinação e dedicação, ou seja é algo que nem sempre é tarefa fácil.

Essencialmente, quem procura perder peso deve optar por hábitos de vida saudáveis, ou seja, deve praticar atividade física diariamente e deve implementar uma alimentação rica saudável e equilibrada. Deste modo deve preferir alimentos frescos, verduras, alimentos magros, carnes brancas, frutas, peixe, grelhados e cozidos. Evitando assim todo o género de alimentos de cariz gordo, fritos, comidas muito condimentadas, doces e alimentos com muito sal.

Apesar de muitas das vezes se conseguir atingir o peso ideal com uma simples dieta e com a prática de exercício físico, a verdade é que nem sempre conseguimos perder volume nas zonas que ambicionamos, como é o caso da barriguinha. Isto porque apesar de na alimentação evitar-mos os alimentos prejudiciais para a saúde e para a perda de peso, existem alguns alimentos que mesmo saudáveis contribuem para o aumento do volume da barriga, uma vez que promovem a formação de gases.

Deste modo achamos conveniente dar-lhe a conhecer um pouco melhor todos os alimentos que contribuem negativamente para o aumento da sua barriga. Porém é importante frisar que as alterações hormonais, a retenção de líquidos e a hereditariedade são outros dos principais responsáveis pelo aumento do volume do seu abdómen.


Alimentos prejudiciais para o seu abdómen

Alimentos ricos em açúcar: Como sabemos, a sacarose é um dos maiores inimigos da nossa barriguinha, pois promove o aumento das bactérias prejudiciais ao nosso organismo, levando assim que por vezes surja um aumento da região abdominal. Para além disso o açúcar quando consumido em excesso promove uma acumulação de gordura, sendo esta maioritariamente localizada na barriga.

Dica: Elimine o consumo de açúcar em excesso e deguste os alimentos ao natural.

Feijão: Grande fonte de hidratos de carbono, onde nem sempre se consegue sintetizar todos os hidratos de carbono através da digestão, acabando assim por promover a formação de gases, bem como o aumento da região da zona do abdómen.

Dica: Eliminar o consumo de feijão das suas refeições até poderia levar à diminuição da sua barriguinha, porém o feijão possui componentes necessários para o bom funcionamento do nosso organismo. Deste modo para combater a barriga inchada deverá colocar sempre de molho o feijão, mudando a sua água várias vezes ao dia.

Repolho e outros tipos de brássias: Devido ao alto teor de sulfurados presentes nestes alimentos, a formação de gases poderá vir a aumentar, logo o seu abdómen ganhará volume.

Dica: Se quando consume estes vegetais o seu organismo tende a formar uma grande quantidade de gases, deve procurar comer estes alimentos em menos quantidades. Contudo isto não quer dizer que os deva eliminar do seu cardápio, até porque estes alimentos contribuem muitas das vezes para a prevenção de doenças. Simplesmente deve ter a preocupação de os comer com alguma moderação.

Massas e pão (branco): Como sabemos, o consumo deste tipo de alimentos promove a fermentação, logo se há fermentação o nosso organismo tende a formar gases que propiciam um aumento do volume da barriga.

Dica: Substitua estes alimentos por pão e massas integrais, cuja sua quantidade de fibras seja elevada, pois as fibras ajudam a regular o trânsito intestinal, logo a formação de gases será menor e não ganhará volume na zona abdominal facilmente.

Para além de todos os alimentos que foram mencionados anteriormente, se quer perder a barriguinha, deve também evitar bebidas gasificadas, álcool e alimentos ricos em gorduras e sal. Lembre-se que só com um pouco de esforço e dedicação poderá tornar a sua barriga lisa e elegante.

Fonte: barrigalisa

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More