CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Segurança Pública é tema de Audiência Pública em Brasília

Nesta quarta-feira (23), a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realizou uma Audiência Pública para discutir as condições de trabalho e a valorização salarial da Polícia Civil do Ceará, que gerou a última greve da categoria. 

A Audiência requerida pelo Deputado Federal Moses Rodrigues (PMDB/CE) e subscrita pelo deputado Cabo Sabino (PR/CE) contou com a participação de representantes de entidades ligadas à Segurança Pública do Estado. A Audiência foi acompanhada ainda pelos Deputados Federais Vitor Valim (PMDB/CE), Subtenente Gonzaga (PDT/MG) e pelo Deputado Estadual Leonardo Araújo (PMDB/CE).

“O objeto dessa Audiência não é apenas a questão da greve da Polícia Civil, nosso objetivo é tratar da valorização dos profissionais de Segurança Pública, que diariamente sofrem com o descaso por parte do governo estadual. Na próxima semana, irei assinar uma monção de repúdio pela ausência do Secretário de Segurança Pública do Ceará e do Delegado Geral da Polícia Civil do Estado, nesta discussão, que é de interesse de todos os cearenses”, destacou o deputado Moses Rodrigues, autor do requerimento.

Durante sua fala, Francisco Lucas de Oliveira, Presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Ceará, falou sobre a importância da interiorização das delegacias especializadas no estado. “Esse movimento não faz apenas uma luta salarial ou por melhores condições de trabalho, mas atua preocupado com toda a sociedade cearense”, destacou.

Já o Presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis, Jânio Bosco Gandra, frisou a ausência dos representantes da Secretaria de Segurança Pública do Ceará e destacou o déficit do efetivo da Polícia no Estado. 

Também esteve presente na Audiência, o Presidente da Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Estado do Ceará, Sgt. Reginaldo Sousa Nascimento. Em sua fala, destacou o aumento no número de agentes de segurança pública que foram assassinados no Ceará, 31 no total, de janeiro até 23 de novembro. O Presidente da Associação ainda falou sobre o sucateamento das polícias civil e militar.

Representando o município cearense de Sobral, o inspetor da Polícia Civil, Inácio Prado, criticou a situação enfrentada pelos agentes de segurança pública e destacou, que não somente policiais estão sendo assassinados, mas cidadãos de bem morrem todos os dias vítimas de diversos crimes. O inspetor frisou que no Ceará 34,5% são crimes de latrocínio.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More