RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086

quinta-feira, 1 de junho de 2017

URUOCA: INTERNAUTA DENUNCIA ATROPELAMENTO QUE CEIFOU VIDA DE UMA MULHER DE 54 ANOS

O Blog Acontece recebeu na manhã de hoje mensagem de uma internauta que solicita para publicarmos um texto denunciando um atropelamento ocorrido na noite desta segunda-feira 29, na cidade de Uruoca.

Em respeito aos nossos leitores e seguindo um dos nossos objetivos que é fornecer informação, nos comprometemos de entrar em contato com as autoridades de segurança publica responsáveis pela aquela jurisdição para confirmar a denuncia. Segundo informações repassadas a nossa produção, o acidente ocorreu por volta das 22:00 horas, quando uma senhora atravessava a rua, porem não foi confirmado que tipo de veículo envolvido no acidente e quem dirigia. Leia o texto enviado pela internauta:

Um acidente, uma morte... uma omissão da verdade!

RITA FERREIRA DE SOUSA, 54, de Uruoca Ceará, foi atropelada e morta, nesta segunda, dia 29 de maio de 2017, por volta das 22:30...

Rita, uma senhora de 54 anos, da cidade de Uruoca morre... e ninguém confirma, ninguém afirma que viu ela ser atropelada... Um Disse me disse em torno do acidente existe... pessoas na cidade confirmam mas não afirmam por medo de se comprometerem. No boca a boca se fala que ela foi atropelada por um caminhão azul, que naquele momento do acidente carregava tambores d`água em sua carroceria. Uma cidade, pequena, onde todos os moradores se conhecem... todos sabem quem é quem... Mas como quem morreu foi uma senhora pobre, sem recurso algum, ninguém quer se comprometer. O fato é que Não se busca um culpado, se busca apenas alguém que assuma a responsabilidade do acidente.

Quantos caminhões azuis existem na cidade! Possivelmente um... e a quem ele pertence? Quem o dirigia na hora do acidente. Houve omissão de socorro. A vitima teve seu corpo esfarelado na rua onde ocorreu o acidente, no bairro dourado. Comenta-se mas ninguém confirma que após o acidente o caminhão fugiu, sem se importar nem mesmo em saber se a vitima precisava de socorro ou se tinha alguma chance de sobreviver.

A cidade de Uruoca parece fazer o pacto do silencio... É como se esquecesse que uma senhora, com ligeiros distúrbios psicológicos, mas sem nenhum agravante a mais morreu... e as pessoas querendo proteger alguém ou mesmo não querendo se comprometer, esquece que poderia prestar dignamente um serviço a um ser que teve sua vida ceifada, sem chance de sobreviver.

O que leva as pessoas a ficarem em silêncio? A falta de solidariedade, a falta de respeito a dor alheia?

Quantas Ritas terão que morrer? Para que cesse a violência no transito das cidades pequenas, que mata mais que uma grande capital? Em ruas estreitas do município, será que o caminhão vinha tão veloz que não fosse possível fazer um estrago menor?

Rita Ferreira está morta. E alguém precisa assumir a direção do caminhão... e assim se fazer cumprir a tal sonhada dignidade.

Será que alguém está sendo protegido pelos demais que testemunharam, mas não confirmam... O boca a boca diz que foi um caminhão, então alguém viu, mas não se manifesta em favor de uma verdade que precisa ser esclarecida...

Não estamos aqui buscando culpados, mas apenas saber quem de fato naquele momento estava assumindo a direção de um carro. É Simples. Porque depois disso cabe a justiça o poder de decisão...

Alguém morreu... alguém se acovardou... e pelo menos poderia ir a policia e dizer que não teve culpa, mas que era ele quem dirigia o caminhão.

Será que ainda estamos na época do coronelismo, que vence a lei do mais forte? Que tempos difíceis enfrentamos onde as pessoas não têm mais nem condição e dignidade de testemunhar a favor de uma verdade.

Rita Ferreira de Sousa... ao perder a vida, deixou pelas ruas sub-escuras do bairro Dourado, em Uruoca, vísceras expostas, bofe, coração, tudo exposto no local do acidente... e os restos dela foram juntados pela pericia em sacolas....

Lamenta-se que a estupidez, que a falta de sensibilidade não permitam que o fato tenha se esclarecido de uma forma imediata, já que a população sabe quem estava envolvido no acidente....

Não existem motoristas fantasmas, então se o caminhão foi visto, pertence a moradores da cidade, se sabe exatamente quem dirigia na hora do acidente...

Mas as pessoas de tão embrutecidas que são, preferem o pacto do silêncio....

Eu não moro na cidade de Uruoca, se morasse saberia afirmar com exatidão a quem pertence tal caminhão... e as pessoas preferem praticar a injustiça do que se comprometerem falando a verdade...

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More