BLOG SOBRAL 24 HORAS - MAIS DE 207 MILHÕES DE VISUALIZAÇÕES

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Preso no Piauí um dos chefes de facção que ordenou morte de PMs e advogados em Caucaia

O passo seguinte da Polícia agora é prender o "número um" do bando: Darlan Alban.
Uma operação de Inteligência desencadeada pela Polícia Civil do Ceará (PCCE), resultou na prisão do bandido Francisco Cilas de Moura Araújo, o ‘Mago’, em uma residência onde ele se escondia, em Teresina, no Piauí, na última segunda-feira (6). A informação, porém, só foi confirmada hoje (8). Ele é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa que atua em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), e estava foragido desde 2016. O bando matou dezenas de pessoas, entre elas, policiais e advogados criminalistas daquela cidade.

Francisco Cilas, ligado à facção criminosa Comando Vermelho (CV), é o parceiro e cunhado do bandido atualmente mais procurado no Ceará; o traficante de drogas, homicida, chefe de quadrilha e assassino de policiais e advogados, Darlan Alban Batista Guerra, o “Dente de Ouro”, que é caçado pelas autoridades da Segurança Pública.

"Mago’ estava escondido em um apartamento de alto padrão, em Teresina, junto da mulher, de filhos e de um amigo. Ele não esbanjou reação à abordagem policial. Na residência, também foi apreendido um documento falso, que ele utilizava.

Anel

Na casa onde Cilas foi preso, a Polícia encontrou um anel templário, símbolo dos criminosos da facção. No momento em que foi capturado, “Mago” não utilizava o anel, segundo a Polícia. O objeto tem a inscrição ‘MG’, que se refere ao apelido de ‘Mago’. A Polícia ainda analisa se o anel é de ouro e valioso.

O uso de anéis templários por líderes de facções criminosas no Ceará não é novidade. A facção Guardiões do Estado possui seis anéis de ouro, avaliados individualmente em cerca de R$ 7 mil, para cada membro da alta hierarquia. Todos eles já estão presos.

“Ele estava residindo como se fosse um ‘cidadão comum. O detalhe é que os vizinhos não viam o Cilas. Ninguém tinha acesso a ele. Ficava basicamente dentro do apartamento, ninguém tinha contato com ele, a não ser os familiares”, revelou o delegado adjunto da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Álisson Gomes.

Na Operação “Focus”, a Polícia Civil prendeu mais sete integrantes da organização criminosa liderada por ‘Mago’. Os investigadores continuam em busca de Alban Darlan.

Cilas responde a inquéritos policiais por porte e posse ilegal de armas de fogo, associação criminosa, tráfico de drogas e homicídios. Ele estava foragido desde 14 de julho de 2016, quando fugiu por meio de um túnel construído no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II).

Recompensa

A Comissão Estadual do Programa de Recompensa – garantida na Lei n° 16.829/2019, conhecida popularmente como Lei da Recompensa – resolveu oferecer R$ 10 mil, no início de 2020, para informações da localização ou à prisão de Cilas. O grupo comandado por Darlan teve uma baixa no último dia 28 de janeiro. Em uma operação das polícias Civil e Militar, Heldevan Barbosa do Nascimento, de 18 anos, foi preso por tráfico de drogas. Com ele, quatro adolescentes foram apreendidos e, contra eles, foram lavrados atos infracionais semelhantes ao crime de tráfico de drogas e posse de drogas para uso pessoal.

Fonte: Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More