segunda-feira, 31 de agosto de 2020

PERSPECTIVA DE RENOVAÇÃO NA POLÍTICA SOBRALENSE!

Mudança e renovação. Isso é o que pretende o eleitor sobralense para o próximo pleito municipal. Militares e conservadores surgem para fazer a diferença nas eleições municipais deste ano. A onda conservadora bolsonarista se espalhou em todo o país desde as eleições de 2018, e não será diferente em Sobral, no norte do Ceará.

O município de 208 mil habitantes tem cerca de 140 mil eleitores, segundo o site do TRE CE. De acordo com o IBGE, 90% da população sobralense é cristã. Essa promete ser uma campanha atípica devido a pandemia. Quem domina as redes sociais deve ter vantagem na captação de apoio do eleitorado. Pelo menos 30% dos atuais vereadores de Sobral já declararam não tentar a reeleição este ano, alguns deles vão lançar parentes e tentar transferir seus votos. Com a mobilização popular pela mudança, vereadores antigos no legislativo municipal e sem projetos expressivos, podem não ser reeleitos. 

Os militares e conservadores defensores da família e dos direitos da criança e do adolescente surgem com força para tentar ocupar espaço no poder legislativo municipal. Além do vereador sargento Ailton que vai tentar a sua reeleição, a Câmara de Sobral poderá ganhar mais um militar, o cabo da polícia militar Cronemberges. O pré-candidato Cronemberges terá o apoio do capitão Wagner, candidato a prefeito de Fortaleza pelo PROS. Cabo Berg chegou na Princesa do Norte em 2009, os últimos 5 anos foram servindo no Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (RAIO). Ednaldo, Guarda Municipal, é pré-candidato pelo PSL. A Segurança Pública vem forte com candidatos tanto na capital como no interior do Ceará. 

No meio cristão conservador sobralense surgem dois fortes representantes. Os nomes são do jovem Jeová Júnior e do jornalista Wellington Macedo. Ambos defendem os valores e princípios da família e são contra a ideologia de gênero nas escolas. Se Wellington Macedo for mesmo candidato, Sobral poderá ter um vereador com força de deputado federal. Macedo foi assessor da ministra Damares Alves em 2019, tem grande influência no governo Bolsonaro e vem desempenhando um grande trabalho na defesa das crianças e adolescentes, denunciando as fraudes no ensino fundamental, os crimes de pedofilia e tirando o sono de estupradores de crianças na Zona Norte do estado.

12 comentários:

Wellington Macedo, não ganha nem na china kkkkk

Deus me livre desses ai. Ivo nessa.

esse povo conservador, sei não viu

Almejam poder, dinheiro e influência política. Nós cidadãos que fazemos parte do proletariado temos que nos organizar e buscar ocupar cargos políticos e fazer a diferença.

Cristão conservador é? Me poupe , quando a casa cai,até às rochas estremecem. Se a família cristã quer existir,então às demais tem o mesmo direito. Famílias.

meu povo não votem em prefeitos nem em vereadores que apoiam ou são apoiados por Bolsonaro!!!

DILMA E LULA ROBARÃO TANTO QUER ENGANAR O POVO BRASILEIROS BOTANDO A CULPO NO QUEM FOI ELEITO PELO POVO FORA LULA E DILMA

Grande influencia no governo? Esse desgoverno Bolsonaro nem o faz tudo ministro Paulo Guedes não tem mais influência, que dirá um ex puxa saco de ministro, há é ministrar não tem saco!

Esse Wellington Macedo é patético!

com um orçamento anual de quase 1 bilhão de reais a Prefeitura de Sobral vai ser disputada "a tapa" na próxima eleição

QUANDO IRÃO APRENDER QUE FAMÍLIA É QUEM ESTÁ DO SEU LADO? AS VEZES UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO É A ÚNICA FAMÍLIA QUE ALGUÉM TEM. CONSERVADORES? DEVERIAM IR NAS RUAS ALIMENTAR AS CRIANÇAS, FAZER UM MUNDO IGUALITÁRIO, INCITAR O ÓDIO EM NOME DE DEUS, NÃO É CONSERVADORISMO, EXCLUIR E AGREDIR VERBALMENTE NÃO É CRISTIANISMO É BURRICE.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More