quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

Bolsonaro: Nazismo deve ser repudiado “de forma irrestrita e permanente”

Presidente se manifesta em suas redes sociais e critica “outras organizações que também dizimaram milhões de inocentes ao redor do mundo, como o comunismo”.

Em texto publicado nas suas redes sociais há minutos, Jair Bolsonaro (foto) afirmou que “a ideologia nazista deve ser repudiada de forma irrestrita e permanente, sem ressalvas que permitam seu florescimento, assim como toda e QUALQUER ideologia totalitária que coloque em risco os direitos fundamentais dos povos e dos indivíduos, como o direito à vida e à liberdade”.

A manifestação ocorre dois dias depois da polêmica provocada por Monark, o agora ex-apresentador do podcast Flow, que em conversa com Tabata Amaral e Kim Kataguiri defendeu a existência de um “partido nazista” e disse que, “se um cara quisesse ser antijudeu, eu acho que ele tinha o direito de ser”.

“Somos um povo maravilhoso, acolhedor. Repito: em uma família brasileira há mais diversidade do que em qualquer nação no mundo. O Brasil nunca terá solo fértil para o totalitarismo porque o amor pela liberdade corre em nossas veias. Quem deseja o contrário está do lado errado”, prosseguiu o presidente na sequência postada no Twitter.

Bolsonaro acrescentou ainda: “É de nosso desejo, inclusive, que outras organizações que promovem ideologias que pregam o antissemitismo, a divisão de pessoas em raças ou classes e que também dizimaram milhões de inocentes ao redor do mundo, como o comunismo, sejam alcançadas e combatidas por nossas leis”.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More