CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...
PREÇO IMBATÍVEL! Vende-se CASA NOVA no Renato Parente. Contatos: (88) 9 9821.6636 / 9 9269.8424. Clique AQUI e saiba mais...

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Controladoria apreende armas de policiais envolvidos no tiroteio em farmácia no Centro da Capital

Inspetor da Polícia Civil e cabo da PM passaram por cirurgia e permanecem em estado grave no IJF-Centro.
A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGD) inicia, nesta quinta-feira (22), as investigações sobre o tiroteio um inspetor da Polícia Civil e um cabo da PM na tarde de ontem (21) dentro de uma farmácia, no Centro da Capital. Ambos estão internados em estado considerado grave após serem baleados no confronto.

As armas dos policiais, um revólver de calibre 357 que estava em poder do cabo PM Edilson Barreto da Silva; e uma pistola calibre Ponto 40 (.40), que era usada pelo inspetor Olívio Gabriel Torres Júnior; foram apreendidas ainda no local do crime e encaminhadas à CGD, assim com mídias com imagens gravadas da cena do tiroteio.

Segundo o que as autoridades apuraram preliminarmente, os dois policiais estavam de folga. O cabo PM foi à farmácia Extrafarma, na Avenida Duque de Caxias, comprar um remédio. Ele estava à paisana e armado. Alguém percebeu a arma e acreditou que iria acontecer um assalto. Logo, o inspetor que estava numa loja vizinha foi avisado e resolveu agir.

As imagens mostram quando o inspetor Olívio já entra na farmácia com uma pistola na mão e tenta render o PM, que está de costas para a rua e sendo atendido no balcão. Ao ser surpreendido por trás, ele se vira, reage e saca seu revólver.

Agonizantes

Os dois policiais se envolvem numa rápida luta corporal, ocasião em que o inspetor atira primeiro e o PM cai. Mesmo baleado, o cabo Edilson saca o revólver e atira no rosto de Olívio. Nas imagens seguintes, os dois aparecem agonizando na calçada da farmácia. 

Rapidamente uma aglomeração se forma em torno dos dois homens feridos até a chegada de patrulhas do Ciclo-Patrulhamento do Centro e de viaturas do Ronda do Quarteirão.

No começo da noite de ontem, os dois policiais passaram por cirurgia no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro) e permanecem internados. O estado de saúde do PM é mais grave, pois o tiro na perna teria atingido a veia femoral, o que causou uma grande hemorragia. 

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More