PROMOÇÃO DA SOBRAL RASTREADORES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

sexta-feira, 23 de junho de 2017

STF manda para o Ceará delação da JBS referente a Cid Gomes

Com a homologação da declaração do empresário Wesley Batista, de que o ex-governador recebeu R$ 24,5 milhões em propina, o MPF pode denunciar o irmão de Ciro à Justiça a qualquer momento.
O Ministério Público Federal (MPF) no Ceará recebeu nesta sexta-feira (23) o processo do Supremo Tribunal Federal (STF) referente ao recebimento de R$ 24,5 milhões em propina por Cid Gomes da JBS. A qualquer momento ele pode ser denunciado à Justiça e ter decretado o pedido de prisão preventiva.

Também estão na linha de frente da investigação os operadores que negociaram o dinheiro, como o deputado federal e secretário de Relações Internacionais , Antônio Balhmann, e todos que deram notas frias para esquentar o dinheiro da propina, como o ex-marqueteiro de Cid, Manoel Canabarro.

Com a homologação da delação da JBS ontem pelo STF, Cid não tem mais como fugir da Lava Jato.

Entenda

Em delação premiada, Wesley Batista, um dos donos da JBS, disse que o ex-governador Cid Gomes recebeu da JBS R$ 24, 5 milhões em propina, nos anos de 2010 e 2014.

Em 2014, R$ 20 milhões foram pagos da seguinte forma: R$9,8 milhões por meio de notas fiscais falsas frias de diversas empresas; e R$ 10,2 milhões por meio de doações oficiais para vários candidatos.

Também houve pagamento de propina em 2010: R$ 4,5 milhões. Sendo R$ 3,5 milhões em notas frias e R$ 1 milhão via doação oficial.

Via Cearanews7

5 comentários:

Essa onda de notas frias, onde presta um serviço por um valor e fatura a metade, é antiga. É sonegação de impostos. Essa pratica enriqueceu muitos políticos e empresários, sem que fossem pegos, pois não existiam os modernos sistemas eletrônicos e quando o tribunais de contas detectavam a fraude já era tarde e o crime prescrevia. Só que os empresários que praticam essa ilegalidade, não perceberam que a receita federal já vem à muito tempo se modernizando por meio de SPED´s e outros sistemas eletrônicos que permitem identificar a curto prazo essas anomalias ou fraudes. Enquanto isso, o governo quer fazer a reforma trabalhista e previdenciária, com o intuito de fazer o trabalhador brasileiro pagar o rombo nas contas públicas. Portanto, caros colegas, se não querem ir para a cadeia, pensem duas vezes antes emitir notas frias. Cuidado!!!!

Arrocha!! Para um cidadão que se diz de bem isso e no minimo vergonhoso

Tá chegando a hora da verdade Sr.CID

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More