RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086 / (88) 99990-5068

MENSAGEM NATALINA DA EMPRESA GRENDENE!

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Bandidos de facção picham muro do novo farol de Fortaleza e ameaçam militares da Marinha e familiares

Militares da Marinha do Brasil destacados em Fortaleza estão sendo ameaçados de mortes por componentes de uma facção criminosa na zona Leste da Capital. O fato veio à tona nesta terça-feira quando o site cearanews7.com recebeu, com exclusividade, informações do clima tenso que está dominando a área onde, na semana passada, foi inaugurado o novo farol de Fortaleza, no Mucuripe.
A pichação foi feita por bandidos da área do Mucuripe, que também ameaçaram um suboficial
Bandidos que seriam ligados à facção Guardiões do Estado (GDE) começaram a pichar o muro de proteção do novo farol e, à pedido dos militares, uma líder comunitária esteve com os criminosos e teria pedido que eles não mais fizessem pichações naquela unidade militar.
A provocação dos bandidos à Marinha foi pichada no muro do Novo Farol no fim de semana
Foi o suficiente para que os criminosos reagissem com violência. Chegaram a ir até o local e ameaçaram a filha de um suboficial que mora no local. “se pintarem de branco, todos vão morrer”, teria dito um dos chefes da quadrilha, conforme o relato do militar. O militar teria sido orientado pelo Comando da Marinha na Capital a procurar um órgão policial e registrar o fato. Na madrugada de ontem, o suboficial decidiu ir embora do local com a família.

À pedido da Marinha, a Polícia Militar reforçou a segurança no local. Contudo, o policiamento é móvel e pode sair do local a qualquer momento. A Marinha, então, decidiu colocar um novo militar para fazer a guarda do farol, porém, desarmado. Há, contudo, informações extra-oficiais de que um armamento será entregue ao novo chefe da guarda do farol.

Nos muros do farol estão pichadas a sigla da facção GDE e outras figuras.

Via Blog do Jornalista Fernando Ribeiro

4 comentários:

A força militar acuada, não diria com medo, mas diria com as mãos atadas, sem poder matar esses vagabundos

Isso mesmo verdade, culpa das que acaba privilegiando esses vagabundos

´só no brasil mesmo de onde se viu,um oficial,recuar com mÊdo de repressalias de bandidos e o estado não faz nada,até que ponto chegamos?

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More