RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Enem 2018: saiba quais são os temas que costumam ser mais cobrados nas provas

Cursinhos fazem levantamentos e análises dos temas que mais aparecem no exame. Primeira prova será aplicada no próximo domingo (4); portões fecham às 13h.
Mais de 5 milhões de candidatos estão inscritos para fazer neste domingo (4) a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A avaliação será aplicada em 1.725 municípios brasileiros.

Em cinco horas e trinta minutos de duração, os estudantes terão de resolver 45 questões de múltipla escolha sobre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, e outras 45 de Ciências Humanas, que agrega as disciplinas de Geografia e História, além da redação.

No domingo seguinte (11), será a vez das 90 questões de Ciências da Natureza, segmento que compreende Física, Química e Biologia, além de Matemática. O segundo dia de provas tem cinco horas de duração.

Colégios e cursinhos pré-vestibulares costumam orientar o conteúdo a partir da análise das provas anteriores e de frequentes e possíveis temas a serem cobrados. A disposição das áreas de conhecimento do exame mudou no ano passado. No novo modelo, as provas ficaram separadas entre Ciências Humanas e Ciências Exatas e dividiu opiniões dos educadores.

Caê Lavor, gerente de conteúdo do Sistema de Ensino Anglo, diz que a mudança das disciplinas ajudou o aluno a ter mais foco. "A forma como você estuda é parecida. Além no mais, no caso da primeira prova, as questões podem ajudar a trazer repertório para a redação."

Vinicius de Carvalho Haidar, coordenador do Curso Poliedro, discorda. Para ele, o modelo desgasta o aluno que tem mais dificuldade em uma das áreas. "O que tem mais facilidade para Exatas sofre no dia das Humanas, e vice-versa. Nesse primeiro dia, o aluno cansa muito de ler e não tem cálculo para variar um pouco."

Haidar reforça que o Enem traz textos longos e demanda uma boa estratégia por conta do tempo escasso e da atenção exigida para a leitura. "É desgastante porque pesa, o aluno que treinou está mais bem preparado. Porém é necessário ter resistência física, até para não errar por bobagem."


Mas o que cai nesta primeira prova?

Os cursinhos pré-vestibulares costumam analisar e acompanhar as edições do Enem ao longo do ano e extrair os temas que são cobrados com mais frequência. Os resultados ajudam a nortear o trabalho de preparação dos alunos feito pelos professores.

A prova do primeiro dia tem 45 questões sobre Linguagens, que engloba conhecimentos sobre Língua Portuguesa, Língua Estrangeira - o aluno pode optar entre inglês e espanhol, Literatura, Artes e Educação Física. Em Ciências Humanas, são outras 45 perguntas de História, Geografia, Sociologia e Filosofia.

Levantamento feito pelo Sistema de Ensino Anglo aponta que na prova de Linguagens, cerca de 70% das 45 questões são sobre interpretação de texto e de recursos não-verbais, como imagens, charges, ilustrações e tirinhas, recursos muito adotados pelo exame. Os 30% restantes são de perguntas sobre Literatura, funções de linguagem e uma porcentagem pequena aborda gramática.

Caê Lavor reforça que embora pareça fácil, a interpretação exige habilidade do aluno porque os materiais têm estilos diferentes. "São textos jornalísticos, publicitários, científicos, além de poemas e até músicas. São análises de vários tipos de linguagens, diferentes gêneros, recursos verbais e não-verbais."

Dentro das questões que exigem interpretação, a análise do Anglo aponta que desde a reformulação do Enem em 2009 a maior incidência é de textos jornalísticos, seguidos por textos literários em prosa, científicos, versos, imagens, textos publicitários, charges e quadrinhos, além de crônicas e músicas.

Entre as questões de literatura, o tema mais recorrente são a segunda e a terceira gerações do Modernismo no Brasil, seguido pelas origens do Realismo e o Realismo Machadiano. Na sequência, de acordo com o estudo feito pelo Curso Poliedro, aparecem os movimentos do Parnasianismo e o Simbolismo, além do Quinhentismo, Barroco e Arcadismo.


Línguas, Artes e Educação Física

Tanto as provas de inglês quanto de as espanhol seguem o mesmo modelo de cobrar interpretação de texto, sem exigir conhecimento específico de gramática.

"A prova de língua estrangeira não costuma ser difícil, não cobra gramática e eles exigem que o aluno entenda a ideia. Os erros acontecem mais por falta de atenção", explica Vinicius Haidar, do Poliedro.

As perguntas sobre Artes e Educação Física são minoria dentro do universo das 45, chegam a seis, no máximo. Haidar afirma que em Artes o tema mais recorrente é Arte Contemporânea, seguida por Música no Século 20. Questões sobre Vanguardas Europeias e Impressionismo também já apareceram, segundo levantamento do Poliedro.

Em Educação Física a maioria das perguntas é sobre cuidados com a saúde.


Geografia e História

A prova de Ciências Humanas tem 45 questões e cobra conhecimento de conteúdos sobre geografia e história, muitas vezes de forma interdisciplinar, uma característica da avaliação.

Segundo o Poliedro, 35% desta avaliação envolve assuntos sobre diversidades cultural, conflitos e vida em sociedade. O estudo feito pelo colégio apresenta como exemplos a conquista da América; conflitos entre europeus e indígenas na América colonial; a escravidão e formas de resistência indígena e africana na América; a luta dos negros no Brasil, entre outros.

Outros 33% da prova de Ciências Humanas têm questões sobre formas de organização social, movimentos sociais, pensamento políticos e ação do Estado. Alguns exemplos são: cidadania e democracia na Antiguidade; revoluções sociais e políticas na Europa Moderna; grupos sociais em conflito no Brasil; políticas de colonização, migração e imigração no Brasil; sistemas totalitários na Europa; ditaturas políticas na América Latina, entre outros.

Ainda de acordo com a análise do Poliedro, 20% da prova envolvem características e transformações das estruturas produtivas, como o escravismo antigo, feudalismo, capitalismo, socialismo e suas diferentes experiências. Outros temas como a economia exportadora brasileira, a Revolução Industrial e a relação entre o homem e o campo também se encaixam nesta fatia da prova.

Cerca de 10% da avaliação são sobre os domínios naturais e a relação do ser humano com o ambiente, como a exploração dos recursos minerais, aproveitamento dos recursos hídricos, características de clima e vegetação, entre outros.

Ainda, dentro de Ciências Humanas, uma fatia de aproximadamente 2% das questões traz projeções cartográficas, e leitura de mapas temáticas, físicos e políticos.

Ao pensar separadamente as disciplinas de Humanas no Enem, o professor Caê Lavor diz que em Geografia a maior predominância, cerca de 30% das questões, é sobre assuntos econômicos, entres eles o Brexit e fenômenos que impactam o comércio. "Mercados, moedas, características que relacionam o mercado mundial, além de aspectos do Brasil e do mundo sobre globalização tendem a cair."

Outro tema recorrente em Geografia são as questões ambientais que também têm relação com Ciências da Natureza, que está na prova do segundo domingo. "Em Geografia, são abordagens que envolvem fatores antropológicos e ações do homem, como a poluição das águas e do ar e o uso dos combustíveis fósseis."

Lavor também cita a presença de temas relacionados à análise de solo, relevo, vegetação, clima, além de geopolítica.

Em História, os temas são mais pulverizados, o que pode dificultar a vida do aluno. O professor Caê, no entanto, reforça que caem mais questões sobre Brasil do que de História Geral, e mais História Contemporânea do que Antiga.

Sociologia e Filosofia

Os temas mais recorrentes nas questões de Filosofia do Enem são sobre Filosofia Clássica e Filosofia Moderna. Em Sociologia, a maior incidência é de perguntas sobre cultura e educação, de acordo com a análise do Curso Poliedro. Ambas as disciplinas aparecem em poucas questões.

Locais de prova fecham às 13h

O primeiro dia de prova do Enem será aplicado neste domingo (4) em todo o Brasil. Para ter acesso ao endereço dos locais de prova, os candidatos devem conferir o cartão de confirmação de inscrição na Página do Participante, com CPF e senha.

Os pontos de aplicação abrem às 12h (pelo horário de Brasília) e fecham às 13h, não são permitidos atrasos. Porém, os candidatos precisam ficar atento porque exatamente no domingo (4), entra em vigor o horário de verão. Dez estados, além do Distrito Federal, deverão adiantar o relógio em uma hora.

Para fazer o exame, os alunos precisam levar caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente e documento oficial de identificação original com foto.

Os gabaritos serão divulgados no dia 14 de novembro, e os resultados publicados em 17 de janeiro de 2019.

Via R7

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More