RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Jovem desafia a polícia e ostenta armas e drogas em vídeo na web

Polícias Militar e Civil informaram que tentam localizar o suspeito. Advogado criminalista afirma que publicações já podem ser consideradas crimes.

A polícia tenta localizar um morador do morro José Menino, em Santos, que aparece em imagens com armas e drogas em uma rede social. As publicações, que também desafiam as autoridades, já podem ser consideradas crimes, segundo advogados criminalista consultados pelo G1. O local é o mesmo onde um policial militar foi morto em combate com traficantes.

As imagens têm como cenário a rua que serve de acesso à subida do morro, e tem como plano de fundo as orlas das praias do José Menino, em Santos, e do Itararé, em São Vicente, cidade vizinha. O rapaz que fez as publicações aparece segurando cigarros de maconha, além de duas pistolas. Outras pessoas também aparecem armadas.

Conforme apurado pelo G1, as pistolas que o homem ostenta são de fabricação italiana e turca, e uma delas tem o disparo capaz de perfurar um colete balístico. Em outras postagens, o homem desafia as equipes da polícia ao dizer que ele e outras pessoas, que aparecem nas fotos, são responsáveis por controlar aquela região do morro.

O local das fotos e dos vídeos é o mesmo onde o policial militar Juliano Alves Leão, de 32 anos, foi morto durante uma troca de tiros com criminosos durante uma operação para combater o tráfico de drogas em novembro de 2017. Desde o ocorrido, a equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) tenta identificar o autor do disparo.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que os comandos das polícias Militar e Civil utilizam, entre outros meios, as redes sociais para combater o crime o organizado. Diante da apuração do G1, ambas corporações declararam que trabalham para identificar e deter as pessoas que aparecem nas imagens.


Crime

Para o advogado criminalista Victor Nagib, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Santos, o autor das publicações pode responder criminalmente pelas imagens e pelos textos na rede social. "Pode ser considerado tráfico por estar com drogas ilícitas. Além da posse ilegal de arma que o estatuto do desarmamento não permite", explica.

Os termos e políticas do Facebook, plataforma usada pelo suspeito, não permite publicações com posse de arma ou com drogas ilícitas. "Removeremos conteúdo, desativaremos contas e poderemos trabalhar com as autoridades locais se notarmos um risco real de danos físicos ou ameaça direta à segurança pública", alerta a rede social.


Operações

Ainda de acordo com a Polícia Militar, a comunidade do morro do José Menino, em Santos, é constantemente alvo de operações para garantir "a proteção às pessoas que moram nas comunidades". A corporação informou que realizará operações rotineiras no local para coibir a ação do crime organizado.

Segundo a polícia, em 8 de fevereiro de 2018 houve confronto armado entre a polícia e três criminosos. Na ocasião, foram apreendidas armas de fogo, aproximadamente R$ 1 mil, 470 g de maconha, 240 g de cocaína e 120 g crack. Em junho e julho, houve um flagrante de tráfico e em setembro houve confronto entre policiais e traficantes.

1 comentários:

na hora que a policia ver esse bandido o negocio é meter fogo sem dó e piedade kkkkkkkkkkkkkkk

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More