RASTREADORES DE MOTOS POR APENAS 10 X R$ 65,00 - FALE COM KELTON: (88) 9 9975.7272/(88) 9 9299.9212

MAURÍCIO VASCONCELOS - CORRETOR DE IMÓVEIS (88) 99208.8406

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Polícia já prendeu 168 suspeitos de ataques no Ceará

A polícia prendeu, até o momento, 168 suspeitos de ataques no Ceará. As ocorrências foram registradas em mais de 40 municípios cearenses, incluindo a região metropolitana de Fortaleza, segundo informação publicada nesta 3ª feira (8.jan.2019) pelo governador Camilo Santana (PT).

Do total de presos, 20 foram capturados nas últimas horas, escreveu o governador. O petista afirmou ainda que o policiamento foi reforçado e mais prisões deverão ocorrer a qualquer momento.

“Estamos reforçando ainda mais o policiamento na capital e também no interior, com o apoio de tropas federais e Estados parceiros. Já determinei à cúpula da segurança que empregue todos os esforços necessários”, diz o comunicado.

Na madrugada desta 3ª feira (8.jan), 4 ônibus foram incendiados na região metropolitana de Fortaleza. Este é o 6º dia consecutivo da onda de violência que atinge o Estado. Ao todo, foram registradas 160 ocorrências contra veículos, prédios públicos e comércios desde o início da crise.

A imprensa local noticiou que 1 carro de uma autoescola foi queimado com duas pessoas dentro. Ambas ficaram feridas.

Duas pessoas foram baleadas no noite de 2ª feira (7.jan). Uma criança de 5 anos, que morreu, e 1 jovem de 15 anos, que segue internado.

Nesta 3ª feira, a frota dos ônibus da capital rodou com efetivo 30% menor do que o normal, e circulou na 2ª com escolta policial.

A cidade também sofre com problemas na coleta de lixo, pois as empresas que atuam na limpeza reduziram a circulação de caminhões que recolhem os resíduos.

Os ataques foram realizados após o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciar envio extra de 1 efetivo de agentes da Força Nacional de Segurança para o Estado. Já foram enviados 330 homens para a região desde sábado (5.jan).


Ataques começaram em 2 de janeiro

Desde 4ª feira (2.jan), ataques violentos são registrados em diversos pontos de Fortaleza e da região metropolitana. Entre as ocorrências, estão incêndios e depredações de patrimônio público.

Os crimes tiveram início após anúncio do secretário de Administração Penitenciária, Luis Mauro Albuquerque, sobre o endurecimento de regras no sistema prisional do Estado.

O protesto é atribuído a facções criminosas que atuam no Ceará, como o CV (Comando Vermelho) e GDE (Guardiões do Estado).


Envio de tropas da Força Nacional

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, autorizou na 6ª (4.jan.2019) o envio de 300 membros e 30 viaturas da Força Nacional ao Ceará.

A medida foi solicitada pelo governador Camilo Santana (PT-CE). Eles atuarão no Estado por 30 dias. De acordo com o ministério, o prazo pode ser prorrogado.

(com informações da Agência Brasil)

1 comentários:

Que tal fazer com eles o mesmo que Nero fez com Roma? Uma moeda só, ou seja, experimentarão o próprio veneno, digo, o mesmo fogo.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More