terça-feira, 10 de março de 2020

A pedido do PT, STF estuda anular impeachment de Dilma

Até agora a anulação recebeu um voto contra.
Através do plenário virtual, o Supremo Tribunal Federal analisa um pedido de anulação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). A Corte aceitou o pedido dos advogados da petista e tem até esta quinta-feira (12) para emitir um parecer.

Cada um dos ministros analisa o parecer. Até agora, apenas o relator Alexandre de Moraes emitiu seu voto, mantendo o impeachment da petista. O julgamento começou na última sexta-feira (6).

O pedido de Dilma já havia sido feito antes e negado por Alexandre de Moraes em novembro do ano passado. Ele afirmou na época que o pedido havia perdido o sentido já que o mandato da petista não seria revertido. Dilma foi afastada do cargo no dia 12 de maio de 2016 e perdeu definitivamente o mandato em 31 de agosto daquele ano por ter cometido crime de responsabilidade.

O advogado de Dilma, o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, quer que o STF a julgue inocente pelos crimes que a destituíram da Presidência mesmo que isso não a leve de volta ao Planalto. (Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More