sábado, 31 de outubro de 2020

DHPP prende oito pessoas e localiza corpos de casal desaparecido há 49 dias

Oito pessoas estão detidas no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Fortaleza, deste a tarde desta sexta-feira (30). Todas são apontadas como suspeitas de envolvimento no assassinato e ocultação de cadáveres de um casal. Os crimes aconteceram no Município do Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). As vítimas estavam desaparecidas há 49 dias. Marido e mulher sumiram misteriosamente no dia 11 de setembro último.

De acordo com a Polícia, os corpos de Carlos Vinícius de Sousa, 40 anos, e de sua esposa, Leidiane de Sousa Vieira, 32, foram localizados na tarde de ontem em um terreno baldio localizado na Estrada do Fio, em Jacundá, no Município do Eusébio. Os dois teriam sido mortos a tiros pelo grupo responsável pelo seqüestro em setembro. Em seguida, os assassinos enterram os cadáveres em uma cova rasa.

Para chegar ao local, a Polícia contou com a confissão do crime de um dos oito detidos. Ele apontou também os comparsas e foi junto com os policiais do DHPP ao local onde os cadáveres haviam sido ocultados pelo bando. A retirada dos corpos da vala foi realizada numa operação que envolveu equipes do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), através de sua 1ª Companhia de Busca e Resgate (CBR); e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

O depoimento de um motorista de aplicativo teria sido fundamental para a elucidação do crime.

Desapareceram

No dia 11 de setembro passado, Leidiane e os filhos se preparavam para ir à cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 49Km da Capital) para participarem de uma festa de aniversário. Contudo, Leidiane teria recebido uma ligação no celular.

Do outro lado da linha estaria o esposo que afirmou ter se envolvido em um acidente de trânsito e precisava da presença dela no local. Ela saiu em busca de ajudar o esposo e desde então os dois desapareceram.

Existe a suspeita de que, no momento em que telefonou para a esposa, Carlos Vinícius já estaria em poder dos criminosos e fora forçado a fazer a ligação para atrair a esposa ao local do cativeiro, em Jacundá, Aquiraz.

Nas diligências já realizadas, os delegados e inspetores do DHPP apreenderam armas de fogo, munições, drogas e celulares em poder dos suspeitos. As apreensões ocorreram durante o cumprimento de mandados judiciais de busca e apreensão que haviam sido requisitados à Justiça pelo próprio órgão policial.

Os detalhes da investigação serão esclarecidos pela Cúpula da Polícia Civil na próxima terça-feira (3) em uma coletiva de Imprensa.

(Blog do Jornalista Fernando Ribeiro)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More