quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Arsenal que seria vendido para a maior facção do RJ é apreendido

Uma operação realizada em parceria entre a Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apreendeu 26 fuzis dentro de uma casa no bairro do Grajaú, na Zona Norte do Rio, na tarde de terça-feira (25). De acordo com o MP, a casa pertence a Vitor Furtado Lopes, conhecido como Bala 40. Todo o material apreendido foi avaliado em R$ 1,8 milhão.

Os investigadores apontaram que Vitor fazia uso de certificado de colecionador de armas para comprar os itens em lojas legalizadas e, depois, revender para bandidos, principalmente do Comando Vermelho, maior facção do Rio de Janeiro. O diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada, Felipe Curi, afirmou que o armamento tinha como destino as mãos do grupo.

– Essa ação é fruto de um trabalho de investigação em conjunto com o Gaeco, desde 2018. Desde então, algumas prisões já foram feitas. A operação de hoje é um grande golpe na facção Comando Vermelho. Os responsáveis por todo esse armamento já foram presos – relatou.

Na casa, os agentes encontraram fuzis AR15 e 556, três carabinas, 21 pistolas, dois revólveres, uma espingarda calibre 12, um rifle e um mosquetão, além de caixas de munições para fuzil. A ação desta terça tinha como objetivo cumprir 20 mandados de prisão e de busca e apreensão contra um grupo criminoso denunciado por associação ao tráfico de drogas.

De acordo com o MP, Vitor Furtado, o Bala 40, foi preso na segunda-feira (24) em Goiás. Com ele, os investigadores dizem ter apreendido um outro arsenal composto por 10 mil munições de calibre 5,56 e mil munições de calibre .308, todas para fuzis e carabinas.

(Pleno News)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More