segunda-feira, 19 de dezembro de 2022

PF apura compra de votos nas eleições de 2020 e 2022

A PF constatou que algumas pessoas organizavam esquema para comprar votos diretamente de eleitores, ou mediante a intermediação de lideranças comunitárias.

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (19/12) a Operação Contumácia, para apuração de compra de votos por parte de um mesmo candidato, transporte irregular de eleitores e violação de sigilo do voto, nas eleições de 2020 e 2022, aos cargos de vereador e deputado estadual, respectivamente.

Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nos bairros Santa Rita e Universidade, em Macapá, nas residências dos investigados.

A investigação é um desdobramento da Operação Gambetto, deflagrada em 24 de junho de 2022, que apurou a utilização de notas fiscais frias para fraude em cota parlamentar em um gabinete de uma deputada estadual.

Com a análise da Gambetto, a PF constatou que algumas pessoas organizavam esquema para comprar votos diretamente de eleitores, ou mediante a intermediação de lideranças comunitárias. Os investigados ofereciam desde cestas básicas, compra de pneus, abastecimento de veículos, à cinquenta reais por voto, em favor do candidato.

A PF também identificou que os investigados haviam separado pelo menos trinta mil reais para a compra de votos nas eleições de 2022 (no pleito ao cargo de deputado estadual).

Os investigados responderão pelos crimes de compra de votos, transporte irregular de eleitores e violação de sigilo dos votos.

O nome da operação, Contumácia, é em razão do investigado persistir nas práticas criminosas nas eleições de 2020 e 2022.

Informações da Polícia Federal

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More