CONTATOS: (88) 3613.1000 / (88) 9 9615.0901 / (88) 9 9696.7018 - Clique AQUI e saiba mais...

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

CONFIRA O ÁUDIO DRAMÁTICO DO PILOTO DA AVIANCA DO VOO DA CHAPE COM TORRE



Comandante de outro avião narra conversa da tripulação da Lamia com controladora sobre pane elétrica e falta de combustível. Aeronave pediu ajuda para achar a pista.
Um piloto de um avião que viajava próximo ao voo da Chapecoense relatou ter ouvido a conversa entre a tripulação da aeronave acidentada e a torre de controle do aeroporto de Medellín. O funcionário da Avianca narrou o diálogo (ouça o áudio), e a empresa confirmou a veracidade.

Inicialmente, segundo o piloto, a tripulação do voo da Lamia pediu prioridade de pouso do Aeroporto Rio Negro por conta de problemas de combustível. 

- Solicitamos prioridade para proceder, solicitamos prioridade para proceder ao localizador, temos problemas de combustível – teria dito o piloto da Lamia.

A controladora do aeroporto teria negado a permissão por conta de outro voo da VivaColômbia. Foi então que o comandante do voo da Chapecoense decretou emergência. Nas redes sociais, Maysa Brito, de férias na Colômbia, relatou que seu avião também teve problemas na Colômbia. 

- Temos um problema. Temos um avião aterrissando de emergência. Não pode proceder - respondeu a controladora. 

Enquanto a controladora, segundo o piloto da Avinca, indicou que seu voo pousasse na pista 1, a tripulação do voo da Chapecoense confirmou a pane elétrica e decretou situação de emergência

- Agora temos uma falha elétrica, temos uma total falha elétrica. Nos ajude a achar a pista, nos ajude a achar a pista.

Posteriormente a torre de controle perdeu o contato com o avião. A controladora ainda tentou por mais um tempo com o avião da Lamia, mas sem sucesso. 71 pessoas morreram no voo que levava a Chapecoense para o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, contra o Atlético Nacional, em Medellín. 6 sobreviveram.

Com informações do Globo Esporte

3 comentários:

Negligencia do piloto. Quando um avião vai sair para voo ele tem que ter combustívelpara chegar em uma pista mais próxima e ainda ter 45 minutos de voo. Miserável matou a todos!!!

Não é o piloto, esse é um relato de um outro piloto, que segundo ele ouviu a conversa entre piloto e torre.

já circula na internet o audio do dono do hangar onde ficava esta aeronave da lâmia, onde este é bem direto, a CIA LÂMIA voava para percurso muito longo com pouco combustivel na aeronave, afim de economizar nas viagens e ter maior lucro, este senhor avisou a anac colombiana depois de notificar esta cia aérea desta irresponsabilidade mas nada foi feito.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More