RASTREADORES SEM MENSALIDADES - FALE COM KELTON: TIM (88) 9 9975.7272 / CLARO (88) 9 9299.9212

PROBANK IMÓVEIS - (88) 3611.3086

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

FIM DO MUNDO! Crianças interagem com homem nu em performance e causa revolta na web

O Museu de Arte Moderna declarou que a performance não tinha conteúdo erotizante.
Mais uma exposição “artística” se torna polêmica no país. Dessa vez é uma encenação no Museu de Arte Moderna em São Paulo (MAM), onde um homem nu fica em um tablado e permite que os frequentadores do espaço manipulem seu corpo.

O motivo da polêmica em torno do 35º Panorama da Arte Brasileira, é que circula nas redes sociais um vídeo onde uma menina, aparentemente de 4 anos, participa dessa exposição é levada por uma mulher, identificada como sendo a mãe da criança, a tocar nos tornozelos e mãos do homem.

O caso aconteceu na última terça-feira e o artista é o fluminense Wagner Schwartz que representa essa performance intitulada La Bête. Nela, ele emula um dos Bichos de Lygia Clark, as esculturas de alumínio com várias dobradiças que podem ser manipuladas pelo público.

Segundo o MAM, a performance aconteceu apenas uma vez, em sessão fechada para convidados e declara ainda que havia na sala uma sinalização sobre o teor de nudez.

“A sala estava sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez do artista. O trabalho não tem conteúdo erótico ou erotizante e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, sobre a manipulação de objetos articuláveis”, diz trecho da nota.


Leia a nota na íntegra:

O Museu de Arte Moderna de São Paulo informa que a performance “La Bête”, que está sendo questionada em páginas no Facebook, foi realizada na abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira, em evento de inauguração.

É importante ressaltar que o Museu tem a prática de sinalizar aos visitantes qualquer tema sensível à restrição de público. Neste sentido, a sala estava devidamente sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez artística. O trabalho não tem conteúdo erótico e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, artista historicamente reconhecida pelas suas proposições artísticas interativas. 

É importante ressaltar que o material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada de sua mãe durante a abertura da exposição.

Portanto, os esclarecimentos acima denotam que as referências à inadequação da situação são fora de contexto.

Com informações de JM Notícia

4 comentários:

Se o museu havia sinalizado a sala sobre o conteúdo, foi quem quis ué.

Tem que tirar dessa "mãe" a tutela dessa inocente criança.

Só podia ser o povo bandido do PT....bando de safado.....isso é pedofilia...era pra ser preso em flagrante....õ pedogfilo e a mãe.....por expor a criança a meias que atentam contra a honra dela....

Por favor alguém posta mais um comentário
Na quela postagem do Ivo pq já está com a piada pronta 24.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More