ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Polícia Civil prende lavrador em Cocal-PI e recupera moto roubada em Martinópole/CE

A Polícia Civil apreendeu uma motocicleta Honda CG 150 Titan ESD, de cor vermelha, ano/modelo 2012/2013, roubada, clonada e com a documentação falsificada, que estava em posse de um lavrador de 43 anos, identificado como Juvenal Machado dos Anjos. O fato aconteceu no final da manhã desta quarta-feira (22/05), no Conjunto José da Cunha Frota (o Mutirão) em Cocal, cidade da região norte do Piauí.

Os policiais realizavam diligências e ao avistarem um grupo de pessoas supostamente comercializando veículos, resolveram os abordar. Durante o levantamento, os agentes notaram que os dados da documentação de uma das motos apresentava um algarismo divergente. Após uma averiguação mais detalhada concluiu-se que a documentação era falsificada. 

Ao checar os dados do chassi junto ao sistema Infoseg, constatou-se também que a motocicleta ora ostentando a placa NUW-1727/Fortaleza-CE, tratava-se uma Honda Titan MIX KS (pedal), ano/modelo 2010, enquanto na verdade trata-se de uma Honda CG 150 Titan ESD (partida elétrica), de cor vermelha, ano/modelo 2012/2013, de placa OIA-3909/Sobral-CE, com registro de roubo noticiado por Francisco Henrique Oliveira, datado em 06 de dezembro de 2012, no município cearense de Martinópole. 

O homem que estava em posse do veiculo recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Cocal para prestar maiores esclarecimentos. A Delegada Daniella Dinali autuou o homem nos crimes de receptação (Art.180) e uso de documento falso (Art.304), mas terá o direito de responder ao processo em liberdade após o pagamento de uma fiança a ser arbitrada pelo Juiz da Comarca local.

Em entrevista ao Blog do Coveiro, o lavrador disse que não sabia que o veiculo era de origem ilícita, revelando que adquiriu o veiculo pelo valor de R$ 2.550,00 (dois mil, quinhentos e cinquenta reais), há aproximadamente três ou quatro meses de um homem não identificado, na localidade Jabuti, na região de Campestre. Asseverando que o vendedor lhe assegurou que a moto era apenas alienada, podendo regularizar a documentação posteriormente. Informando ainda que possuía uma motocicleta com a documentação toda regularizada e em seu nome, mas a vendeu por medo de ter o beneficio Bolsa Família suspendido.

Fonte: Blog do Coveiro

0 comentários:

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More