ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Polícia investiga matança de 13 gatos na Capital

13 gatos foram encontrados mortos no último domingo (24). Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA).
Treze gatos foram encontrados mortos sem marcas de violência, no último domingo (24), no Parque Del Sol, na Cidade dos Funcionários.Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) investiga o caso. A suspeita dos cuidadores de animais da área é que os animais tenham sido envenenados.

O titular da DPMA, o delegado Hugo Linard, informou que amostras de ração encontradas no local foram recolhidas e encaminhadas para a Perícia Forense do Estado do Ceará. Um gato vai passar por uma autópsia pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária para apurar a causa da morte.

"A morte dos animais é suspeita. Estamos trabalhando com a hipótese de agressão ao envenenamento. Até agora, não se sabe ao certo. Algumas pessoas vão prestar depoimento na DPMA", afirmou Hugo Linard.

Proteção

Não é a primeira vez que felinos aparecem mortos na cidade."Foram 13 gatos mortos no domingo e, de ontem para hoje, 30 animais sumiram, não sabemos o que foi feito. Registramos mais um Boletim de Ocorrência", declara a funcionária pública e defensora dos animais, Telma Dantas. Ela é uma das responsáveis pelos cuidados dos gatos no Parque Del Sol. 

"Tem gente que não gosta dos animais. Fazem piadas com a gente que cuida, tentam inibir nosso trabalho. Estamos cuidando, castrando e protegendo os animais. Peço que as pessoas tenham consciência, os animais sentem dor, sentem o abandono, sentem os maus-tratos", ressalta Telma.

A autônoma Priscila Bezerra também faz um apelo: "tenham mais compaixão com os animais, não abandonem, não façam mal. Nosso trabalho não é brincadeira.", afirma.

De acordo com o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, pode ser preso com uma pena que varia de três meses a um ano, incluindo o pagamento de multa.

(Diário do Nordeste)

1 comentários:

A pós morte não tem vida. Não há consciência; Diz a Palavra de Deus.



Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More