ATENÇÃO! NÃO PERCA SEU VEÍCULO PARA A BANDIDAGEM!

ADQUIRA JÁ O RASTREADOR E BLOQUEADOR EM TEMPO REAL: FALE COM O KELTON: (88) 99975.7272/99299.9212. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Greve de policiais já atinge 36 cidades cearenses e em Fortaleza a Polícia Civil substitui a PM no patrulhamento

Trinta e seis cidades cearenses já registram a paralisação das unidades operacionais da Polícia Militar. Batalhões, companhias, pelotões e destacamentos estão com as portas fechadas e as viaturas com pneus secos, sem condições de realizar rondas ou atender às ocorrências. O balanço foi feito no começo da manhã de hoje pelos grevistas. Policiais e bombeiros militares deflagraram a paralisação na tarde de ontem (18), na Capital.

Durante a madrugada desta quarta-feira, o policiamento das ruas da Capital e de sua Região Metropolitana foi feito por equipes de várias delegacias e unifdades especializadas da Polícia Civil, convocadas em regime de urgência pela Delegacia Geral atendendo á determinação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Policiais civis saíram da sede do Complexo das Delegacias Especializadas (Code), no bairro de Fátima, em comboios e foram distribuídos por vários bairros de Fortaleza e cidades da RMF. O objetivo era impedir assaltos, arrastões e ataques a coletivos.

Mortes

Mesmo com a Polícia Civil nas ruas, pelo menos, quatro homicídios foram registrados na Grande Fortaleza, entre a noite de ontem e madrugada de hoje. Os crimes aconteceram nos bairros Planalto Picí e Vila Manuel Sátiro, além de Pacatuba (Distrito de Pavuna) e Maranguape (bairro Novo Maranguape). Já no interior do estado, um assassinato ocorreu em Juazeiro do Norte.

Veja as cidades onde a greve dos policiais e bombeiros militares afetou o policiamento:

Na Capital:

Estão de portas fechadas os quartéis do 18º BPM (Antônio Bezerra), 17º BPM (Conjunto Ceará) e Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur)

Na Região Metropolitana de Fortaleza:

Sem policiamento da PM as cidades de Pacajus, Caucaia, Eusébio, Cascavel, Maranguape, Maracanaú, Pacatuba, Pacajus, Chorozinho, Horizonte e São Gonçalo do Amarante.

No Interior Norte:

Redenção, Sobral, Canindé, Itapipoca, Ubajara, São Benedito, Guaraciaba do Norte, Carnaubal, Viçosa do Ceará, Camocim e Guaramiranga.

No Interior Sul:

Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Aracati, Fortim, Caririaçu, Aurora, Granjeiro, Russas e Iguatu.

(Fernando Ribeiro)

1 comentários:

O que eu faria se fosse o Camilo: solicitaria apoio das forças armadas e da guarda nacional, aumentaria o contingente da política civil no estado, cortaria o salário dos amotinados que é pra suas esposinhas comerem se tocarem. Mandava prender todos que estivessem amotinados fingindo-se presos pelas esposinhas. Se ceder para esses milicos, vai perder lá na frente. Vai virar modinha, sempre que quiserem qualquer coisa, vão desafiar de novo. Fiz as contas aqui, trabalham o tanto quanto qualquer outro trabalhador nesse país. A economia sofre baques após baques, primeiro devido às merdas que o presidente queridinho deles fala. E depois por causa da conjuntura internacional. Mande Camilo prender estes rebeldes mimizentos.

Postar um comentário

Comente esta matéria

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More